O Arquivo Castro / Nova Goa: construção de catálogo.
A aplicação do Modelo Sistémico

Dissertação de mestrado em Ciências da Informação e da Documentação de Patrícia Marques

Resumo

Os Arquivos de Família apresentam-se como fontes de valor incalculável. Pela sua riqueza documental (tipologias e âmbito cronológico), heterogeneidade e particularidade ao nível da organização, representam um verdadeiro desafio para a Arquivística. Ao mesmo tempo, são ótimas fontes de informação para o estudo das famílias, dos indivíduos, suas relações, e do contexto onde se inserem.

A sua importância ultrapassa, portanto, os limites da própria família, contribuindo com conhecimentos para a História em geral e permitindo a reflexão sobre formas de tratamento e organização mais adequadas. O Arquivo Castro/Nova Goa é exemplo dessa riqueza.

O facto de a família ter participado ativamente na Expansão Portuguesa no Oriente, tendo-se fixado na Índia e ocupado cargos político-militares relevantes, sem nunca descurar a administração das propriedades que possuía em Portugal, confere-lhe especial interesse. A variedade documental e riqueza de conteúdos, bem como o quase desconhecimento desta família, tornam imperativa a investigação.

A presente Dissertação de Mestrado procura, portanto, conjugar as duas vertentes deste tipo de acervo: analisar o arquivo, propondo uma nova forma de acesso à informação, e estudar a família e a sua história. O tratamento do arquivo passa pela aplicação do Modelo Sistémico, teorizado por Armando Malheiro da Silva, que preconiza, de modo geral, a organicidade inerente a uma família e distribui os documentos nessa lógica genealógica. Na prática, os documentos são colocados no seu produtor/recetor, restituindo o seu contexto de produção.

A amostra documental selecionada é descrita ao nível do documento de acordo com a norma de descrição internacional ISAD(G). Os registos estão inseridos no ICA-AtoM, uma aplicação informática open source de descrição de arquivo definitivo, multilingue e multirepositórios, que funciona em ambiente Web e é baseada em normas. Deste trabalho resulta a construção do Quadro Orgânico-Funcional, onde estão apresentados o Sistema de Informação da família (os Castros) e respetivos Subsistemas (ramos familiares), bem como a elaboração de um catálogo.

Referência bibliográfica
MARQUES, Patrícia Cardoso – O Arquivo Castro/Nova Goa: construção de catálogo. A aplicação do Modelo Sistémico. Lisboa: ed. policopiada da dissertação de mestrado em Ciências da Informação e da Documentação apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 2013.