História dos arquivos e da informação: um campo de investigação

Seminário Internacional

Resumo

O presente seminário vem na sequência do conjunto de iniciativas desenvolvidas por esta equipa desde 2009, dando ênfase, neste caso, às questões teóricas sobre estudo dos arquivos e da informação e à apresentação de casos concretos. O seminário fechou com três sessões temáticas destinadas a doutorandos, dedicadas a arquivos eclesiásticos, a arquivos de família e pessoais e a arquivos da administração régia e local.

No âmbito deste seminário foi, ainda, apresentada a publicação “Arquivos de família, séculos XIII-XIX: que presente, que futuro?” (organizada por Maria de Lurdes Rosa), em Lisboa, pelo embaixador António Pinto da França (que era proprietário do arquivo Gama Lobo Salema) e, em Vila Real, por Silvestre Lacerda (na altura, o diretor da Direção-Geral de Arquivos e Arquivo Nacional da Torre do Tombo).

Mais informações

Data e local

8 e 9 junho de 2012, Lisboa, Torre do Tombo; Vila Real, Casa de Mateus

Programa

8 de junho
Lisboa, Torre do Tombo

9:00 – Abertura
IEM, CHAM, CEHR, Fundação Casa de Mateus, DGARQ

9:15 – Apresentação do livro “Arquivos de Família, sécs. XIII-XX: que presente, que futuro?” (org. Maria Lurdes Rosa), ed. IEM, CHAM, Ed. Caminhos Romanos
Embaixador António Pinto da França

9:45 – The archivum and the archive: law, diplomatics and the state in the evolution of categories and practices during the early modern period
Randolph Head (University of California – Riverside)

10:15 – The use of archives: information and policy-making in Renaissance Italy
Filippo de Vivo (Birkbeck, University of London and Villa I Tatti/The Harvard Center for Italian Renaissance Studies)

10:45-11:15 – Debate

11:15-11:45 – Coffee Break

11:45-12:30 – Os arquivos portugueses: da prática à consciência disciplinar – uma abordagem diacrónica
Fernanda Ribeiro (Faculdade de Letras U. Porto; CETAC.Media)

12:30 – Almoço

Vila Real, Casa de Mateus

21:30 – Apresentação do livro “Arquivos de Família, sécs. XIII-XX: que presente, que futuro?” (org. Maria Lurdes Rosa)
Silvestre Lacerda (Diretor da Direção-Geral de Arquivos e Arquivo Nacional da Torre do Tombo)

9 de julho
Vila Real, Casa de Mateus

9:00-9:45 – Archiver pour dominer – Désarchiver pour annihiler – Réarchiver pour comprendre. Tentative d’historisation du fonds perdu de la “Kriegsstube” de la ville impériale de Nuremberg (XVe-XXIe s.)
Joseph Morsel (U. Paris I Panthéon-Sorbonne; LAMOP)

9:45-10:30 – Princely and noble archives in the Middle Ages: new developments in French and Belgian historiography
Jean-François Nieus (Facultés Universitaires Notre-Dame de la Paix- Namur)

11:00-18:00 – Sessões temáticas

  • Arquivos eclesiásticos
    Saul Gomes, Rosário Morujão, Ricardo Aniceto
  • Arquivos de família e pessoais
    Armando Malheiro, Abel Rodrigues, José A. Sottomayor Pizarro, Rita Nóvoa, Margarida Leme, Maria João da Câmara, Pedro Urbano, João Vieira, Luís Lima, Maria Lurdes Rosa
  • Arquivos da administração régia e local
    Fernanda Ribeiro, Ana Canas, Filipa Roldão, Rute Gregório
Organização

Entidades promotoras

  • Instituto de Estudos Medievais / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa (IEM)
  • Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa; Universidade dos Açores (CHAM)
  • Centro de Estudos de História Religiosa – Universidade Católica Portuguesa (CEHR)
  • Casa de Mateus
Apoios
  • Fundação para a Ciência e a Tecnologia
  • Direção-Geral de Arquivos (DGARQ)
  • Institut Universitaire de France (IUF)
  • University of California – Riverside
  • European Research Council