Projeto VINCULUM Entailing Perpetuity: Family, Power, Identity. The Social Agency of a Corporate Body (Southern Europe, 14th-17th Centuries)

Investigação

Mais informações

Prevista para junho de 2019.

Resumo

O projeto VINCULUM surge na sequência do interesse de Maria de Lurdes Rosa pelo tema da vinculação na sociedade ibérica pré-moderna. Esta investigadora começou por estudar os morgadios em Portugal na licenciatura e tomou-os como objeto da sua dissertação de mestrado. Mais tarde, na sua tese de doutoramento, apresentada à EHESS-Paris e à FCSH/NOVA, dedicou-se à importância da fundação de capelas fúnebres na Lisboa tardo-medieval. A sua investigação tomou um novo rumo com o programa de investigação e defesa patrimonial ARQFAM, que coordena e desenvolve com a sua equipa, desde 2008, no âmbito do IEM e com a colaboração pontual de outras unidades de investigação da FCSH/NOVA (CHAM e IHC).

Esta investigação, assente em documentação produzida entre os séculos XIV-XVII, visa alcançar uma nova definição da vinculação pré-moderna, que essencialmente considera o vínculo como um agente social, cujas componentes principais são o parentesco, o poder, e a identidade. A abordagem seguida nesta investigação assenta numa ultrapassagem das fronteiras tradicionais, consagrando como época do estudo os séculos XIV a XVII e os espaços continental e atlântico. Esta incluirá, ainda, tanto perspetivas comparativas, como o estudo de futuras reconfigurações sociais do fenómeno vincular.

O projeto terá a duração de cinco anos e compreenderá extensos levantamentos documentais, tanto em arquivos públicos como em arquivos familiares privados, que foram abertos à investigação pelo programa ARQFAM. A recolha de dados permitirá a construção de uma grande base de dados, reunindo todos documentos relativos a cada vínculo, seguindo um modelo teórico que procura reconstruir os sistemas de informação do passado, testando assim uma nova metodologia desenvolvida na investigação precedente à proposta. A base de dados reunirá cerca de 7000 vínculos e permitirá investigações sistemáticas organizadas em torno das novas definições conceituais propostas pelo projeto. A pesquisa será fortemente interdisciplinar, agregando a Antropologia histórica e a Ciência arquivística, com o objetivo de construir um modelo teórico adequado à compreensão do fenómeno legal e social crucial que foi a vinculação. A atribuição do financiamento do ERC possibilitará a contratação de cinco bolseiros de pós-doutoramento e de quatro mestres para desenvolver esta investigação histórica.

O VINCULUM  apresenta quatro fases, que serão efetivadas por meio de seis projetos: 1) interrogação, análise e descrição da estrutura das fontes, compreendendo um extenso levantamento documental, para constituição da base de dados das fundações vinculares e seus arquivos (projeto 1); 2) análises temáticas da agência social dos vínculos (projetos 2, 3 e 4, dedicados, respetivamente, ao “Parentesco”, ao “Poder”, e à “Identidade”; 3) análise aprofundada e comparativa das sociedades de vinculação do espaço atlântico (projeto 5); 4) síntese interpretativa dos resultados globais do projeto (projeto 6).

O projeto prevê ainda dois eventos de difusão: os VINCULUM Project Days, destinados ao público em geral e às escolas, e a realizar em quatro locais de Portugal, incluindo Madeira e Açores, e contemplando bolsas para a participação de estudantes cabo-verdianos; e um workshop sobre proteção patrimonial para proprietários de arquivos de família. Por outro lado, ao nível da formação, manterá um seminário de estudos pós-graduados, a conjugar com a formação oferecida pela FCSH/NOVA, entre os anos 2 e 5 da sua vigência.