Bibliografia seleccionada

 

Nb: exclui entrevistas e depoimentos, em subsecção própria

*AAVV (2013), & etc. Uma editora no subterrâneo, Lisboa, Letra Livre.

*ANSELMO, Artur (2008), Ler é maçada, estudar é nada, Lisboa, Guimarães Editores.

*ANSELMO, Artur (2000), Babel sobre Babel, Lisboa, BABEL.

*ANSELMO, Artur (1997), Estudos de história do livro, Lisboa, Guimarães Editores.

*BEJA, Rui (2012), A edição em Portugal, 1970-2010. Percursos e perspectivas, Lisboa, APEL.

*BEJA, Rui (2011), À janela dos livros, Lisboa, Temas e Debates / Círculo de Leitores.

*BRADLEY, Sue (2009), The british book trade. An oral history, Londres, The British Library.

*BRAIDA, Lodovica, CADIOLI, Alberto (ed.) (2007), Testi, forme e usi del libro. Teorie e pratiche di cultura editoriale, Milão, Sylvestre Bonnard.

*BRASÃO, Inês, et al. (2009), Comunidades de leitura: cinco estudos de sociologia da cultura, Lisboa, Colibri.

*COELHO, Jacinto do Prado, et al. (1980), Problemática da leitura – aspectos sociológicos e pedagógicos, Lisboa, INIC.

*CORDÓN, José Antonio (2003), “La edición electrónica en el contexto de los estudios sobre edición contemporánea en España”, L & b [Consult. 24 de Outubro, 2012].

*COSTA, Sara Figueiredo (2013), “Culsete. 40 anos de resistência”, Blimunda, n.º 16, p. 10-15, [Consult. 29 de Novembro, 2013].

*COSTA, Sara Figueiredo (2013), Carlos da Veiga Ferreira. Os editores não se abatem, Lisboa, Booktailors.

*COSTA, Sara Figueiredo (2012), Fernando Guedes: o decano dos editores portugueses, Lisboa, Booktailors.

*CRAVO, Nuno Filipe Ramalho (2009), Civilização Editora – 130 anos no universo familiar dos livros, Aveiro, Universidade de Aveiro, tese de mestrado.

*CURTO, Diogo Ramada (2003), Bibliografia da história do livro em Portugal: séculos XV a XIX, Lisboa, Biblioteca Nacional.

*CURTO, Diogo Ramada (dir.) (2006), Estudos de sociologia da leitura em Portugal no século XX, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

*DOMINGOS, Manuela D. (1985), Estudos de Sociologia da Cultura. Livros e leitores no séc. XIX, Lisboa, IPED.

*DOMINGOS, Manuela D. (coord.) (2002), Estudos sobre história do livro e da leitura em Portugal, 1995-2000, Lisboa, Biblioteca Nacional.

*DURÃO, Susana (2002), Oficinas e tipógrafos: cultura e quotidianos de trabalho, Lisboa, Dom Quixote.

*ELIOT, Simon, ROSE, Jonathan (eds.) (2007), A companion to history of the book, Oxford/ Nova Iorque, Blackwell Publishing Ltd.

*FERRÃO, Manuela, OLIVEIRA, Susana, FONSECA, Teresa (org.) (2005), Livros proibidos no Estado Novo, Lisboa, Assembleia da República.

*FERREIRA, Jerusa Pires (2004), “Por uma memória do livro, da vida e do ofício: o projeto Editando o editor”, in I Seminário Brasileiro Livro e História Editorial, Rio de Janeiro, Fundação Casa Rui Barbosa, pp. 1-7 [Consult. 2 de Outubro, 2012].

*FOUCHÉ, Pascal, PÉCHOIN, Daniel, SCHUWER, Philippe (2002-2011), Dictionnaire encyclopédique du livre, Paris, Éditions du Cercle de la Librairie, 4 vols.

*FREITAS, Eduardo de (2008), “Para uma sociologia do livro e da leitura. Bibliografia Portuguesa de Livros (nova versão revista e actualizada)”, Theca Libraria, [Consult. 5 de Novembro, 2012].

*FURTADO, José Afonso (2007), O papel e o pixel – do impresso ao digital, Lisboa, Ariadne.

*FURTADO, José Afonso (2009), A edição de livros e a gestão estratégica, Lisboa, Booktailors.

*GABINETE INTERDISCIPLINAR DO LIVRO E DA LEITURA (1997), “350 títulos para a história do livro e da leitura em Portugal”, Cultura, vol. IX, série II, pp. 314-335.

*GUEDES, Fernando (1989), O livro e a leitura em Portugal. Subsídios para a sua história, séculos XVIII e XIX, Lisboa, Verbo.

*GUEDES, Fernando (1993), Os livreiros em Portugal e as suas associações desde o século XV até aos nossos dias, Lisboa, Verbo.

*IMEC (2009), “Colloque 20 Ans de Recherches sur l’Édition”, IMEC [Consult. 24 de Outubro, 2012].

*LEBLANC, Frédérique (1998), Libraire: un métier, Paris, L’ Harmattan.

*LEITE, Pedro (1998), Mercadores de letras. Rumos e estratégias dos editores e livreiros na divulgação cultural durante o Estado Novo (1933-1974), Lisboa, FLUL, tese de mestrado.

*LISBOA, João Luís (1997), “Sobre a investigação actual em história do livro e da leitura”, Leituras, Revista da Biblioteca Nacional, n.º 1, pp. 105-112.

*MARTINS, Jorge M. (1999), Marketing do livro. Materiais para uma sociologia do editor português, Oeiras, Celta.

*MARTINS, Jorge M. (2004), Sociologia do livro: o campo da mediação na era digital, Lisboa, ISCTE, tese de doutoramento.

*MARTINS, Jorge M. (2005), Profissões do livro: editores e gráficos, críticos e livreiros, Lisboa, Verbo.

*MAUÉS, Flamarion (2013), Livros que tomam partido: a edição política em Portugal, 1968-80, Lisboa, Universidade de São Paulo, tese de doutoramento.

*MAUÉS, Flamarion (2012), “A edição política em Portugal: do combate à ditadura à revolução dos cravos”, Revista Eletrônica Literatura e Autoritarismo, n.º de Maio, pp. 313-341.

*MEDEIROS, Nuno (2010), Edição e editores. O mundo do livro em Portugal, 1940-1970, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais.

*MELO, Daniel (org.; 2012), “As editoras e o seu património” (dossiê), Cultura – Revista de História e teoria das Ideias, vol. 30, p. 173-203.

*MICHON, Jacques, MOLLIER, Jean-Yves (dir.) (2001), Les mutations du livre et de l’édition dans le monde du XVIIIe siècle à l’an 2000, Saint-Nicolas – Paris, Presses de l’Université Laval – L’Harmattan.

*NEVES, José Soares, SANTOS, Jorge Alves dos (2010), Edição e comercialização de livros em Portugal: empresas, volume de negócios e emprego (2000-2008), Lisboa, Observatório das Actividades Culturais, [Consult. 31 de Outubro, 2012].

*NEVES, José Soares (coord.) (2012), Inquérito ao sector do livro, Lisboa, Observatório das Actividades Culturais, 2 vols.

*OLIVEIRA, Marta Susana Matos (2011), Livraria Sá da Costa: uma livraria e editora através da história (1913-2011), Aveiro, Universidade de Aveiro, dissertação de mestrado.

*PRATAS, Maria Manuela R. S., LOPES, Paula Ferreira (1974), “Subsídios bibliográficos para a história do livro em Portugal”, in Actas do IV Encontro de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Portugueses, Coimbra, FLUC, pp. 427-450.

*RÊGO, Manuela, CASTELO-BRANCO, Miguel (coord.) (2003), Antes das playstations: 200 anos do romance de aventuras em Portugal, Lisboa, Biblioteca Nacional.

*RIBEIRO, Maria Manuela Tavares (1999), “Livros e leituras no século XIX”, Revista de História das Ideias, vol. 20, pp. 187-227.

*RODRIGUES, A. A. Gonçalves (1992-94 e 1999), A tradução em Portugal, Lisboa, ICALP, 5 vols.

*SAMUEL, Paulo (2006), Livraria Fernando Machado, história e prestígio de uma livraria portuense, Porto, Caixotim.

*SANTOS, José da Cruz (coord.; [2000]), Agostinho Fernandes. Um industrial inovador, um coleccionador de arte, um homem de cultura. Fotobiografia, s. l., Portugália Editora Internacional.

*SANTOS, José da Cruz (org.; 1999), Fernando Fernandes. 47 anos de divulgação da leitura, Porto, Campo das Letras.

*SANTOS, Maria de Lourdes Lima dos (1985), “As penas de viver da pena (aspectos do mercado nacional do livro no século XIX)”, Análise Social, vol. XXI, n.º 86, pp. 187-227.

*SARAIVA, José António (1979), Bertrand, a história de uma editora, Lisboa, Livraria Bertrand.

*SERUYA, Teresa (org.) (2005), Estudos de tradução em Portugal. A Colecção Livros RTP-Biblioteca Básica Verbo – 1971-1972, Lisboa, Universidade Católica Editora.

*SERUYA, Teresa (org.) (2007), Estudos de tradução em Portugal. A Colecção Livros RTP-Biblioteca Básica Verbo – II, Lisboa, Universidade Católica Editora.

 

 

*ALEXANDRINO, José de Melo (s. d.), “O conceito de bem cultural”, Área Científica de Direito – IPBeja [Consult. 20 de Outubro, 2012].

*BRUNETTI, Dimitri (org.) (2011), Gli archivi storici delle case editrici, Turim, Centro Studi Piemontesi.

*Comma: international journal on archives: revue internationale des archives, ICA, n.º 1 (2009), [FCSH: HST PP 162].

*FERREIRA, Jerusa Pires (2004), “Por uma memória do livro, da vida e do ofício: o projeto Editando o editor”, in I Seminário Brasileiro Livro e História Editorial, Rio de Janeiro, Fundação Casa Rui Barbosa, pp. 1-7 [Consult. 2 de Outubro, 2012].

*FINKELSTEIN, David, BROMAGE, Sarah, McCLEERY, Alistair (2002), “Scottish Archive of Print and Publishing History Records”, Learned Publishing, vol. 15, n.º 3, pp. 193-197 [Consult. 2 de Outubro, 2012].

*FONDAZIONE ARNOLDO E ALBERTO MONDADORI (1999-2005), “Risorse per la conservazione”, Fondazione Arnoldo e Alberto Mondadori [Consult. 2 de Novembro, 2012].

*GOMES, Rui Telmo, MARTINHO, Teresa Duarte (2011), Compendium of cultural policies and trends in Europe. Country profile – Portugal, 12.ª ed., s. l., Council of Europe/ ERICarts.

*IMEC (2011a), “Mémoire vivante de l’écrit, de l’édition et de la création”, IMEC [Consult. 25 de Outubro, 2012].

*IMEC (2011b), “Activités ”, IMEC [Consult. 25 de Outubro, 2012].

*IMEC (2009), “Colloque 20 Ans de Recherches sur l’Édition”, IMEC [Consult. 24 de Outubro, 2012].

*LAMBERT, Simon (2010), “Italy and the history of preventive conservation”, CeROARt, hors-série [Consult. 6 de Novembro, 2012].

*MENDES, José Amado (2001-2002), “Arquivos empresariais: história, memória e cultura de empresa”, Revista Portuguesa de História, tomo XXXV, pp. 379-388.

*OLLION, Martine (1999), “Défense et illustration d’un patrimoine méconnu: les archives des maisons d’édition”, Bulletin d’informations de l’ABF, n.° 183, pp. 46-50 [Consult. 30 de Outubro, 2012].

*PEREIRA, Luís Filipe Raposo (2011), “Documento de arquivo e documento bibliográfico como bens culturais: evolução registada e factores de afirmação”, Páginas a&b, s. II, n.º 8, pp. 149-160 [Consult. 25 de Outubro, 2012].

*RIBEIRO, Fernanda (2008), Para o estudo do paradigma patrimonialista e custodial. A Inspecção das Bibliotecas e Arquivos e o contributo de António Ferrão (1887-1965), Porto, CETAC.Media/ Afrontamento.

*SANTOS, Maria de Lourdes Lima dos (ed.) (1998), As políticas culturais em Portugal, Lisboa, Observatório das Actividades Culturais.

*SANTOS, Maria de Lourdes Lima dos, CONDE, Idalina (1990), “Mecenato cultural de empresa em Portugal”, Análise Social, vol. XXV, n.º 107, pp. 375-439.

*TORTORELLI, Gianfranco (dir.) (1998), Gli archivi degli editori. Studi e prospettive di ricerca, Bolonha, Patron.

*TRANIELLO, Paolo (1997), La biblioteca pubblica. Storia di un istituto nell’Europa contemporanea, Bolonha, Il Mulino.

 

*ANASTÁCIO, Vanda – Tratar, Estudar, Disponibilizar: Um futuro para as Bibliotecas Particulares. Lisboa: Edição Banco Espírito Santo – Centro de História [chbes@bes.pt] e Impressão e Acabamentos. ACD Print, S.A., 2013. ISBN 978-989-98315-3-7.

*BROGIONI, Luca; CECCONI, Aldo – Gli archivi degli editori toscani. Materiali dal consimento regionale. Pisa: Pacini Editore, 2010. ISBN 978-88-6315-129-9.

*BRUNETTI, Dimitri (org) – Gli archivi storici delle case editrici. Turim: Centro Studi Piemontesi, 2011.

*CANNAS, Ana – “Portugal no Congresso Internacional de Arquivos”. Boletim Arquivos Nacionais. Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. (Julho-Setembro 2004).

*COLES, Laura Millar – Archival Gold. Managing and preserving publisher’s records. Vancouver: Canadian Centre for Studies in Publishing, 1989.

*Comma: international journal on archives: revue internationale des archives, ICA, n.º 1, 2009 [FCSH: HST PP 162].

*DAMAS, Carlos Alberto – “Arquivo Histórico do Banco Espírito Santo”. Boletim Arquivos Nacionais. Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. Nº. 6 (10/2003), p. 8-9.

*DIAS, Maria Cecília Falcão – “Arquivos Distritais: Guarda I Jornadas de Arquivos”. Boletim dos Arquivos Nacionais. Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. Nº. 12 (04-06-2005), p. 3.

*DIRECÇÃO GERAL DE ARQUIVOS – Orientações para a Descrição Arquivística, Programa de normalização de descrição em arquivo, Grupo de trabalho de normalização de descrição em arquivo, 2ª Versão, Agosto de 2007.

*FINKELSTEIN, David, BROMAGE, Sarah, McCLEERY, Alistair – “Scottish Archive of Print and Publishing History Records, Learned Publishing, 2002, vol. 15, n.º 3, p. 193-197.

*FONDAZIONE ARNOLDO E ALBERTO MONDADORI – “Risorse per la conservazione”, Fondazione Arnoldo e Alberto Mondadori. 1999-2005.

*FOUCHÉ, Pascal, PÉCHOIN, Daniel, SCHUWER, Philippe – Dictionnaire encyclopédique du livre, Paris, Éditions du Cercle de la Librairie, 2002-2011, 3 vols.

*GARCIA, Madalena – “A informação arquivística contemporânea: breves considerações”. Leituras: Revista da Biblioteca Nacional. Lisboa. Nº. 1 (1997), p. 149-155.

*INTERNACIONAL COUNCIL OF ARCHIVES – ICA-AtoM: Open Source Archival Description Software.

*MELO, Daniel – “O património da edição contemporânea portuguesa: estado da questão”. Cultura – Revista de História e Teoria das Ideias. Lisboa: Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa / Edições Húmus. ISSN 0876-4546. Vol. 30, (2012), p. 173-185.

*MELO, Daniel (org.); PEREIRA, José Pacheco; Fonseca, João Corregedor; RIBEIRO, José Antunes – “As editoras e o seu património em debate”: introdução problematizante e testemunhos. Cultura – Revista de História e Teoria das Ideias. Lisboa: Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa / Edições Húmus. ISSN 0876-4546. Vol. 30, (2012), p. 191-203.

*MENDES, José Amado – “Arquivos empresariais: história, memória e cultura de empresa”, Revista Portuguesa de História, 2001-2002,  tomo XXXV, p. 379-388.

*MESSINA, Maurizio; ZAGRA, Giuliana – “Conservare il Novecento: convegno nazionale“, Ferrara, Salone internazionale dell’arte del restauro e della conservazione dei beni culturali e ambientali, 25-26 marzo 2000: atti, a cura di Maurizio Messina e Giuliana Zagra. Roma: Associazione italiana biblioteche, 2001. 189 p.: ill. ISBN 88-7812-069-3.

*MILLAR, Laura – The story behind the book: Preserving authors’ and publishers’ archives. Vancouver: CCSP Press Book. 2009.

*MILLAR, Laura – “The Death of the Fonds and the Resurrection of Provenance: Archival Context in Space and Time“. Archivaria 53 The Journal of the Association of Canadian Archivists, (2002), p. 1-15.

*OLLION, Martine – “Défense et illustration d’un patrimoine méconnu: les archives des maisons d’édition”, Bulletin d’informations de l’ABF, 1999, n.° 183, p. 46-50.

*PEIXOTO, Pedro de Abreu – “As associações profissionais e o desenho da política nacional de arquivos: os arquivos pessoais e de família”. Leituras: Revista da Biblioteca Nacional. Lisboa. Série 3, nº. 5 (Out. 1999-Abr. 2000), p. 91-94.

*PEREIRA, Miriam Halpern – “Os Arquivos Particulares”. Boletim Arquivos Nacionais. Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. (Abril-Junho 2003).

*RIBEIRO, Fernanda – O Acesso à informação nos arquivos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian; Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2003. ISBN 972-31-1017-2.

*RIBEIRO, Fernanda – “A classificação em arquivos: processo natural ou arranjo a posteriori?”. Leituras: Revista da Biblioteca Nacional. Lisboa. Série 3.2 (Out.1997-Abr. 1998), p. 119-126.

*SOUSA, Joana Braga – “1.ª Conferência Internacional de Arquivos Empresariais”. Boletim dos Arquivos Nacionais. Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo. Nº. 10, (10/2004), p. 11.

*TINOCO, Anita Goreti Estêvão – “Políticas de Preservação de Documentos Digitais nos Arquivos Municipais Portugueses”, Cadernos BAD 1/2. ISSN 0007-9421. (2012/2013), p. 73-82.

*TORTORELLI, Gianfranco (dir.) – Gli archivi degli editori. Studi e prospettive di ricerca. Bolonha: Patron, 1998.

*ZAGRA, Giuliana - Conservare il Novecento: le memorie del libro. Convegno, Ferrara, Salone internazionale dell’arte del restauro e della conservazione dei beni culturali e ambientali, 31 marzo 2006: atti. A cura di Giuliana Zagra. Roma: AIB, 2007. 118 p. ISBN 978-88-7812-165-2.