Acções do Documento

Biblioteca António G. Matoso

A Biblioteca António G. Matoso (cujos livros estão identificados com a cota BM) é composta por cerca de 8 500 livros de âmbito geral, com particular importância para a área da História.

 

Aceda à coleção aqui

 

Conheça o doador: António Gonçalves Matoso nasceu em Vila Cova de Alva, Arganil, em 1895 e faleceu em Lisboa, em 1975. Dedicou grande parte da sua vida profissional ao ensino, tendo sido professor liceal de História, metodólogo e, em 1951, foi o primeiro director da Escola Técnica Elementar de Eugénio dos Santos, em Lisboa.

Porém, foi como autor de manuais de História para o ensino liceal, adoptados durante várias décadas, desde 1938, que se tornou uma figura de referência da historiografia e do ensino da História. Entre vários títulos, evidenciam-se o Compêndio de História de Portugal, que conheceu 11 edições, em 11 anos, entre 1938 e 1949; o Compêndio de História Universal, publicado pela primeira vez também em 1938, foi reeditado 9 vezes, até 1967; a História da Civilização, editada 12 vezes, desde 1938 até 1964. Destacam-se ainda, na sua produção bibliográfica os títulos História de Portugal, Erros de História: resposta a um crítico, Compêndio de geografia económica, Mesteirais que ajudaram a fazer Portugal, entre outros.

Foi também tradutor e, nessa qualidade, trabalhou para a editora Verbo, no início dos anos 70, tendo traduzido algumas obras de diversas áreas da História, como O fim do mundo clássico, de Peter Brown, A economia na Europa medieval, de Robert-Henri Bautier e outros títulos.

O interesse pelo estudo, pela leitura e pela escrita levaram-no a desenvolver também o gosto pelos livros, comum a todos os homens de cultura, tendo constituído uma boa biblioteca pessoal, de que faziam parte alguns livros raros e de valor.

Pai do também historiador e professor José Mattoso, transmitiu ao filho o interesse pela sua área do saber e a faceta de bibliófilo.

Topo da Página