Acções do Documento

Summer School 2017 em Estudos Medievais

Instituto de Estudos Medievais (IEM)

17 a 21 de julho, Batalha, Portugal

Inscrições abertas até 15 de junho (30 vagas)

 

O Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa (IEM-FCSH/NOVA) e o Mosteiro da Batalha propõem uma Summer School com a duração de uma semana, a decorrer entre 17 e 21 de julho. O seu principal objetivo é promover a discussão e a troca de ideias em torno da Idade Média.

Pretendemos promover o diálogo entre investigadores e públicos interessados em aprofundar os seus conhecimentos sobre a Idade Média em Portugal. Outro dos objetivos é familiarizar os estudantes com a Cultura, História e Literatura portuguesa medieval, do ponto de vista da interação de Portugal com os seus vizinhos, tão tangível quanto metafórica.

A Summer School do IEM está aberta a todos e inclui viagens e visitas a um número significativo de sítios históricos em torno do centro de Portugal. Cada módulo tem uma visita a um local específico.

As aulas serão lecionadas em Inglês por uma equipa de investigadores do IEM, combinando investigadores séniores e juniores, especialistas nos seus campos de estudo.

Inscrições abertas até 15 de junho [30 vagas].

Information in english

 

Estrutura e certificação:

Duração em dias: 5 dias (17 a 21 de julho, chegada à Batalha no dia 16 de julho)

Duração em horas: 40 horas presenciais (20 horas em cenário de aula + 20 horas em visitas de estudo) e 40 horas de estudo independente (para estudantes que desejam certificação)

Horário:

Aulas das 9h às 13h.

Intervalo para almoço das 13h às 14h30

Visitas de estudo entre as 14h30 e as 18h30 (exceto na sexta-feira: 18h)

Certificação: Os alunos recebem um certificado de frequência. Aqueles que desejem um diploma devem solicitar a realização de uma avaliação no momento da inscrição. A avaliação consistirá de uma prova escrita, a ter lugar logo após as 40 horas presenciais. A conclusão com aproveitamento da Summer School (80 horas + avaliação) garante ao aluno 3 ECTS.

 

Módulos:

A componente letiva da Summer School inclui cinco módulos a realizar em dias diferentes:

  1. A Periferia Sagrada: lugares longínquos
  2. Ligações Perigosas? Portugal entre o Atlântico e o Mediterrâneo
  3. Antes da Globalização: Guerra e Paz na Península Ibérica
  4. A rede social
  5. Lugares da Terra Média: Arte e Cultura Portuguesas

 

Resumos e planos das sessões:

1. A Periferia Sagrada: lugares longínquos (Visita a Santiago da Guarda). 17 de julho

Apesar da sua situação periférica (ou talvez precisamente por isso), a Península Ibérica constitui um estudo de caso realmente singular para observar o intercâmbio religioso e a miscigenação cultural. A celebrada convivência das três principais religiões (judaísmo, cristianismo e islamismo), bem como o surgimento de grupos sociais originais, como o sefardita, o mudéjar e o moçárabe, são particularmente expressivos de um quadro cultural único. Este módulo considerará tal fundo pluricultural tendo em atenção as formas originais desenvolvidas a partir do seu seio entre os séculos V e XIII.

Neste primeiro dia, as aulas terão lugar no palácio renascentista de Santiago da Guarda – originalmente, uma villa romana e, mais tarde, um solar medieval. Adaptado a diversos usos ao longo dos séculos, este espaço incomparável simboliza de forma paradigmática a mudança e a continuidade durante aproximadamente meio milénio de História portuguesa.

Aulas:

(a) Hello, Rome? We’re here!: Cristãos-novos nos limites do mundo e respectivas relações com a cúria papal

(b) O contributo da arqueologia rural e urbana no estudo da pós-queda do Império Romano

(c) Inside Job: a vida moçárabe no seio do mundo muçulmano

(d) Enemy Mine: cristãos e mouros nos espaços de fronteira

 

2. Ligações Perigosas? Portugal entre o Atlântico e o Mediterrâneo (Visita à Batalha). 18 de julho

Graças à sua posição de charneira entre o Atlântico e o Mediterrâneo, Portugal transformou-se numa “periferia central”, onde povos, objetos e ideias oriundos dos quatro pontos cardeais acabaram por se cruzar. Em consequência, o reino luso assumiu progressivamente um destacado papel internacional quer ao nível das relações comerciais, quer em termos das ligações político-diplomáticas. O desenvolvimento da diplomacia, por sua vez, acompanhou o nascimento e o estabelecer das dinastias reais europeias, bem como a ação promovida pelos mercadores e os homens bons das cidades no sentido da obtenção de novos e lucrativos negócios. Entre estratégia política, empreendimentos comerciais e o diversificado leque de atores envolvidos, o presente módulo irá analisar todos estes movimentos de carácter internacional de e para Portugal.

Aulas:

(a)   Highway to Heaven: Circulação comercial entre dois mares

(b)   The Third Man: Alteridade religiosa nas sociedades cristãs durante a "longa" Idade Média

(c)    Lost in Translation: A diplomacia portuguesa em ação

(d)   Four Weddings and many Funerals: Alianças com vista a futuras dinastias

 

3. Antes da Globalização: Guerra e Paz na Península Ibérica (Visita a Aljubarrota). 19 de julho

Todos os reinos medievais necessitaram de um território “fundador”, a partir do qual começaram a se desenvolver em termos políticos, sociais e económicos. Para além da conquista desse território era necessário mantê-lo. O conflito armado e a arte da negociação foram os recursos mais eficazes para alcançar tal objetivo. Em primeiro lugar, como parte integrante do processo de Reconquista cristã; depois, como meio para assegurar a independência do reino, a guerra assumiu-se desde cedo como uma plataforma comum a toda a sociedade ibérica, muito em particular a portuguesa. Considerando várias formas de vida militar, este módulo pretende refletir sobre "uma sociedade organizada para a guerra".

O dia inclui uma visita guiada a Aljubarrota, um dos emblemáticos campos de batalha medievais da Europa, onde em Agosto de 1385 um poderoso exército franco-castelhano foi derrotado por uma força anglo-portuguesa consideravelmente menor. Armas, táticas e até mesmo ossos dos combatentes caídos estarão em exibição. A visita está a cargo de um especialista na temática.

Aulas:

(a) Games of Iberian Thrones: a guerra como legítima estratégia

(B) Kingdom of Heaven: a Cruzada e o movimento de culturas

(C) The Quest for the Holy Grail: guerreiros, cavaleiros, aventura e fortuna

(D) Sleeping with the Enemy: A fronteira como espaço de conflito

 

4. A rede social (Visita a Leiria). 20 de julho

Cada grupo na sociedade tem os seus próprios interesses, dando origem a redes específicas. A agitação social e a instabilidade, mas também a construção do Estado, têm a sua origem na forma como a sociedade medieval foi organizada. A composição social do Portugal medievo é intrigante e será estudada neste módulo, juntamente com os agentes de mudança social. Tal reflexão crítica ajudar-nos-á a compreender a lógica subjacente à sociedade medieval.

Com o seu elegante castelo e distinto palácio, Leiria é uma bem conhecida residência real do Portugal medieval. No entanto, há muito mais do que aquilo que se nos depara ao primeiro olhar. Nesta visita vamos explorar as origens medievais de Leiria, incluindo o bairro judeu e o convento franciscano, uma paisagem comum nas grandes cidades da Europa medieval.

Aulas:

(a) O nome da Rosa: mosteiros e camponeses na imagem

(b The Lords of the King: nobres, aristocratas e suas famílias

(c) Mad City: elites urbanas, mestres-escola, mendicantes, académicos e artesãos

(d) The Physician: praticando astrologia e medicina

 

5. Lugares da Terra Média: Arte e Cultura Portuguesas (Visita a Alcobaça). 21 de julho

Este módulo desmistifica a comum, mas enganadora, conceção de que o mundo medieval era fechado sobre si mesmo. Do panorama cultural anterior à fundação do reino no século XII ao início da segunda dinastia, cerca de 250 anos mais tarde, este módulo explora a intensa circulação de ideias, pessoas e objetos que ligavam Portugal e o mundo.

Alguns dos maiores especialistas na história da majestosa abadia cisterciense de Santa Maria de Alcobaça (Património da Humanidade) vão conduzir-nos numa fascinante viagem pelo impressionante percurso deste monumento e das suas coleções. Alguns dos mais ricos e melhor preservados exemplares ao nível da arquitetura, dos manuscritos e da escultura do Portugal medieval podem ser encontrados aqui.

Aulas:

(a) Fifty Shades of el-Rei: A imagem real na literatura e na arte

(b) The Force Awakens: Produção e circulação de obras de arte

(c) House of Arts: Política e arte medieval no Portugal do século XX

(d) Googling before Google: A biblioteca do mosteiro de Alcobaça

 

Horário:

Módulo e Visita

-----------

Datas

 

Saída de Lisboa e check-in no hotel

1

A Periferia Sagrada: lugares longínquos

2

Ligações Perigosas? Portugal entre o Atlântico e o Mediterrâneo

3

Antes da Globalização: Guerra e Paz na Península Ibérica

4

A rede social

5

Lugares da Terra Média: Arte e Cultura Portuguesas

Regresso a Lisboa

16 de julho

Batalha

 

 

 

 

 

17 de julho

 

Santiago da Guarda

 

 

 

 

18 de julho

 

 

Batalha

 

 

 

19 de julho

 

 

 

Aljubarrota

 

 

20 de julho

 

 

 

 

Leiria

 

21 de julho

 

 

 

 

 

Alcobaça

 

Inscrição e alojamento:

Existem duas opções:

a) Residente incluindo aulas, viagens de/para Lisboa e visitas guiadas, cinco almoços, dois jantares, mais alojamento (cinco noites num hotel de 3 estrelas na Batalha - http://www.hotel-batalha.com/index.php).

 

Quarto individual com pequeno-almoço: 500€

Quarto partilhado (2 camas individuais) com pequeno-almoço: 450€

 

B) Não-residente incluindo aulas, viagens de/para Lisboa e visitas guiadas, cinco almoços (não inclui jantares): 150€

Taxas de inscrição:

 

500€

450€

150€

Quarto individual com pequeno-almoço

 

 

Quarto partilhado (2 camas individuais) com pequeno-almoço

 

 

5 almoços

Jantar de gala

 

Visitas / viagens

Número de vagas: 30

Transporte

De Lisboa para a Batalha (16 de julho) e regresso (21 de julho)

 

Inscrição

Para efetuar a sua inscrição envie um e-mail para iem.geral@fcsh.unl.pt com os seguintes dados:

● Nome

● Instituição

● Módulo(s) desejado(s)

 

As instruções de pagamento serão enviadas após a inscrição. A inscrição será confirmada mediante a apresentação do comprovativo de pagamento.

 

Inscrições abertas até 15 de junho de 2017

 

Os Organizadores reservam-se o direito de cancelar, modificar ou adiar a Summer School no caso de o número de inscrições não atingir o limite considerado mínimo para o funcionamento da mesma.

 

Docentes:

Alessandra Bilotta

Alicia Miguélez

Bernardo Vasconcelos e Sousa

Carla Fernandes

Carlos Afonso

Catarina Fernandes Barreira

Catarina Tente

Dolores Villalba

Flávio Miranda

Francisco Díaz

Gonçalo Silva

Helena Avelar

James Novoa

João Luís Fontes

Jonathan Wilson

Luís Filipe Oliveira

Luís Ribeiro

Maria Coutinho

María Marcos Cobaleda

Mário Farelo

Miguel Gomes Martins

Miguel Metelo de Seixas

Paulo Catarino Lopes

Tiago Viúla de Faria

Topo da Página