Acções do Documento

Jornalismo Cultural e Produção de Conteúdos no contexto digital

Início: 8 de julho

Datas: 8 a 18 de julho | segunda a quinta-feira das 18h00 às 21h00; 18 de julho das 18h00 às 22h00

Sala 606 | Torre B | Piso 6

Sala 607 | Torre B | Piso 6 dias 16,17 e 18 de julho

Docente Responsável: Dora Santos Silva

Áreas: Comunicação, Política, Linguagem e Filosofia

Acreditação do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua

Formação geral: Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

 

Objetivos

Este curso – desenhado para proporcionar um contacto intensivo e intenso com o jornalismo e conteúdos sobre cultura – tem como objetivo dotar os formandos de competências que lhes permitam compreender, por um lado, e colocar em prática, por outro, técnicas e práticas específicas da cobertura da cultura, respondendo, ao mesmo tempo, aos desafios atuais do jornalismo e da produção de conteúdos em contexto digital.

 

Programa

1. Enquadramento: definições e evolução dos conceitos de cultura e jornalismo cultural
2. O que se espera de um jornalista cultural e/ou de um produtor de conteúdos? O hibridismo na cobertura da cultura.
3. Novas abordagens editoriais do jornalismo cultural em ambiente digital
4. Novas abordagens da produção de conteúdos para organizações ou marcas culturais
4. Especificidades das subáreas do jornalismo cultural
5. Técnicas e práticas na cobertura da atualidade cultural, follow-ups, features e gestão de redes sociais

 

Pré-Requisitos

Aconselha-se a leitura prévia (durante um período de, no mínimo, duas semanas) das secções de cultura de órgãos de comunicação social de referência.

 

Bibliografia

Santos Silva, D. (2016). Cultural Journalism in a Digital Environment: New Models, Practices and Possibilities. PhD Thesis, UT Austin Portugal | Colab.

McLeese, Don (2010). The New York Times Reader: Arts & Culture. CQ Press.

Santos Silva, D. (2014). A nova dimensão performativa do jornalismo cultural: contributos do roteiro e da review. In Cultura na Primeira Página. O lugar da cultura no jornalismo contemporâneo. (pp. 39–51). Lisboa: Mariposa Azual.

O´Leary, Amy (2014) How the work of journalism has expanded. Retrieved from
https://href.li/?http://www.slideshare.net/amyoleary1

Fürsich, E. (2012). Lifestyle Journalism As Popular Journalism. Journalism Practice, 6(1), 12–25.
doi:10.1080/17512786.2011.622894

___________________________________

Dora Santos Silva é professora na NOVA FCSH, na licenciatura em Ciências da Comunicação e no mestrado em Jornalismo. É doutorada em Digital Media pelo programa internacional UT Austin | Portugal com a tese “Cultural Journalism in a Digital Environment – New Models, Practices and Possibilities”. Teve a oportunidade, nesse âmbito, de visitar e, em alguns casos, estar em quatro redações (The Guardian, Monocle, La Fábrica e Público) de forma a identificar práticas inovadoras na cobertura digital da cultura. É mestre em Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), onde também se licenciou em Ciências da Comunicação. Inovação nos media, jornalismo digital, jornalismo cultural e indústrias criativas são as suas principais linhas de investigação. É autora do livro “Cultura & Jornalismo Cultural – Tendências e Desafios no Contexto das Indústrias Culturais e Criativas”. É coordenadora do Observatório de Inovação - Media e Indústrias Criativas. Tem experiência de docência nas áreas do jornalismo, jornalismo cultural, cibercultura e narrativas multimédia / digital storytelling. Fora do âmbito académico, tem cerca de 15 anos de experiência como jornalista (imprensa e online), guionista e coordenadora de projetos editoriais multiplataforma, cinco anos dos quais na área das artes e cultura.

Topo da Página