Acções do Documento

Perguntas Frequentes

Informações gerais

A NOVA FCSH é pública ou privada?

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa (NOVA FCSH) é pública. É um estabelecimento de ensino superior estatal, que oferece formação graduada e pós-graduada.

 

Onde posso saber mais sobre a NOVA FCSH?

Todas as informações relevantes sobre a Faculdade encontram-se divulgadas no seu sítio Web e nas suas páginas oficiais no FacebookTwitter, Instagram e Youtube.

Qual é o calendário de aulas e outros atos académicos?

Poderá consultar o calendário escolar no nosso sítio oficial.

 

Depois de me matricular onde posso obter esclarecimentos sobre o meu percurso académico?

Todas as informações relevantes para o percurso académico dos estudantes podem ser facultadas pelos diferentes Núcleos da Divisão Académica e da Divisão de Apoio ao Aluno, na Secretaria Virtual ou na Intranet.

De que recursos disponho que me permitam aprofundar conhecimentos?

A NOVA FCSH dispõe dos seguintes recursos para apoiar no aprofundamento de conhecimentos:

 

  • Biblioteca Mário Sottomayor Cardia (BMSC) localizada na Torre B, Piso 1, tem à disposição mais de 100 000 títulos de monografias, publicações periódicas e material-não-livro. Dispõe de espaços para leitura e estudo, máquinas fotocopiadoras em regime de self-service e serviço de empréstimo.

 

  • Centro de Documentação ID – Investigação e Doutoramentos, localizado no Edifício ID, Piso 1, destinado aos estudantes de mestrado e de doutoramento.

 

  • Mapoteca, localizada no Bloco B1, Piso 1, com um acervo notável de cartografia (de base e temática) produzida por diversas Instituições, de diferentes edições e a diferentes escalas, que abrange o território nacional, bem como boa parte dos antigos territórios coloniais. Estes documentos são fundamentais no Ensino e na Investigação em diversas áreas científicas da NOVA FCSH.

 

 

De que espaços posso usufruir para trabalhar, pesquisar ou estudar?

A NOVA FCSH tem em funcionamento uma sala de informática e quatro salas de estudantes distribuídas pela Torre B (Pisos 0,e 3), Edifício B1 (Piso 0) e Edifício B2 (Piso 1) com horário alargado até às 18h aos sábados. Podem contar ainda com parte do refeitório (Torre B, Piso 0) que estará acessível entre as 15h00 e até às 8h00 da manhã durante a semana, e até às 18h00 ao sábado.

 

Ver Espaços da NOVA FCSH (mapa interativo)

 

A Faculdade coloca, ainda, à disposição dos seus estudantes o Estúdio de Televisão e os seguintes laboratórios: Laboratório de Arqueologia, LabCC: Laboratório de Criação Cinematográfica; Laboratório de Edição Digital, Laboratório de Geografia Física, Laboratório de Jornalismo e Laboratório de Música. (mapa interativo)

 

Existem locais onde possa imprimir os meus trabalhos ou informação de estudo?

Na Sala de Informática do Bloco B2 é possível imprimir trabalhos ou outra informação.

 

Existe cobertura wireless que me permita aceder gratuitamente à internet?

Os estudantes da NOVA FCSH podem aceder gratuitamente à Internet em todo o campus da Faculdade. Assim, basta ligar à rede fcshunl, que deverá ser detetada automaticamente.

 

Posso obter um endereço de correio eletrónico da Faculdade?

Sim. Os estudantes inscritos na NOVA FCSH podem ter gratuitamente um endereço de correio eletrónico no servidor dos estudantes (@alunos.fcsh.unl.pt).

 

Como posso obter o meu cartão de estudante da NOVA FCSH?

Poderá consultar todas as informações sobre o pedido do cartão de estudante na respetiva página do sítio da NOVA FCSH.

 

Estatuto de trabalhador-estudante

Como posso requerer o estatuto de trabalhador-estudante na NOVA FCSH?

Considera-se trabalhador-estudante o estudante que exerça, em simultâneo com a frequência do curso na NOVA FCSH, uma atividade profissional remunerada ou que seja formando num curso de formação profissional, desde que, em qualquer dos casos, o respetivo horário de ocupação seja igual ou superior a 10 horas semanais.

 

O estatuto trabalhador-estudante é requerido junto da Divisão Académica no ato da inscrição e renovado anualmente, entregando a seguinte documentação:

- Identificação da entidade patronal, ou declaração de início de atividade;

- Número de beneficiário de Segurança Social da entidade patronal, se aplicável;

- Tipo de contrato de trabalho ou declaração da entidade formadora, se aplicável;

- Categoria Profissional;

- Horário de trabalho ou de formação referindo a data de início e fim da atividade.

 

Se começar a trabalhar até um mês antes do final do semestre, poderá requerer igualmente este estatuto, que vigora durante um ano letivo, sendo renovável a cada inscrição.

De acordo com o Regulamento de Avaliação em vigor, o estudante deve também informar o Coordenador de Curso e Docentes do estatuto que adquiriu.

Consultar: Regulamento de Avaliação.

 

Perante a entidade empregadora, o estudante deverá fazer prova do seu estatuto apresentando o comprovativo de matrícula e o horário, de acordo com o ponto 1 do Artigo 94.º da Revisão do Código do Trabalho, Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro.

O estatuto é renovado anualmente pelo estudante, no ato da inscrição.

Todas as informações, bem como o regulamento do Estatuto de trabalhador-estudante, podem ser consultadas na página respetiva.

 

Quais são os benefícios do trabalhador-estudante na NOVA FCSH?
O regime trabalhador-estudante permite ao estudante:

- Estar isento do regime presencial obrigatório;

- Beneficiar do dobro do número máximo de inscrições definido para os estudantes a tempo integral;

- Ter direito a uma época especial de avaliação.

 

Em que casos cessam os direitos do trabalhador-estudante?

  1. O direito a horário de trabalho ajustado ou a dispensa de trabalho para frequência de aulas, a marcação do período de férias de acordo com as necessidades escolares ou a licença sem retribuição cessa se o trabalhador-estudante não tiver aproveitamento no ano em que beneficie desse direito, de acordo com o ponto 1 do Artigo 95.º da Revisão do Código do Trabalho, Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro.
  2. Os restantes direitos cessam se o trabalhador-estudante não tiver aproveitamento em dois anos consecutivos ou três interpolados, de acordo com o ponto 2 do Artigo 95.º da Revisão do Código do Trabalho, Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro.
  3. Os direitos do trabalhador-estudante cessam imediatamente em caso de falsas declarações relativamente aos factos de que depende a concessão do estatuto ou a factos constitutivos de direitos, bem como quando estes sejam utilizados para outros fins, de acordo com o ponto 3 do Artigo 95.º da Revisão do Código do Trabalho, Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro.

 

Como posso renovar o estatuto de trabalhador-estudante após este ter cessado?
O trabalhador-estudante pode exercer de novo os direitos no ano letivo seguinte àquele em que os mesmos cessaram, não podendo esta situação ocorrer mais de duas vezes.

 

O que significa o regime de frequência a tempo parcial?

O regime de frequência a tempo parcial permite a inscrição num número de unidades curriculares mais reduzido durante o ano letivo, pagando o aluno o proporcional dos ECTS em que se inscreve.

Esta informação não dispensa a consulta do regulamento respetivo.


Como posso requerer o regime de frequência a tempo parcial?

O regime de frequência a tempo parcial pode ser requerido junto da Divisão Académica, nos prazos indicados no Calendário Escolar.

 

Programas de Mobilidade

Enquanto estudante da NOVA FCSH posso participar em programas de mobilidade?

Sim, nomeadamente através de intercâmbios ao abrigo de convénios e protocolos estabelecidos entre a NOVA FCSH e outras entidades (nacionais e internacionais) e, também, através de programas como o Erasmus+Bolsas Luso-Brasileiras Santander UniversidadesErasmus MundusAlmeida Garrett.

 

Apoios sociais e académicos

Que tipo de apoios sociais a NOVA FCSH disponibiliza aos seus estudantes?

- Os Serviços de Ação Social (SASNOVA) concedem apoios sociais diretos a estudantes dos 1º e 2º ciclos, através:

  • De bolsas de estudo, atribuídas a estudantes necessitados, de forma a tornar possível a realização e prosseguimento dos seus estudos;
  • Do Fundo de Apoio Social, que engloba auxílios de emergência e bolsas de colaboração com os Serviços.

 

A candidatura é feita através da plataforma online da DGES, em www.dges.mctes.pt.

Os SASNOVA concedem, igualmente, apoios sociais indiretos a todos os estudantes da NOVA, nomeadamente:

 

  • Alimentação, nas cantinas e cafetarias localizadas nos vários campi universitários;
  • Alojamento, nas três residências universitárias existentes;
  • Consultas de clínica geral, nutrição e psicologia;
  • Desporto, disponibilizando as suas instalações desportivas, apoiando ações dos estudantes e criando iniciativas e equipas no âmbito do desporto universitário.

 

- A NOVA FCSH implementou um programa de bolsas de estudo para os vários ciclos de estudo, apoiado por mecenas da Faculdade. Consulte a informação na nossa página de Mecenato.

 

Venho de longe de Lisboa e necessito de alojamento. A Faculdade poder-me-á ajudar neste sentido?

Os Serviços de Ação Social (SASNOVA) gerem residências para os estudantes deslocados da sua residência habitual. Poderá consultar toda a informação sobre a candidatura a estes alojamentos em http://sas.unl.pt/alojamento/alojamento.

No espaço da Associação de Estudantes (AEFCSH), Torre B, Piso 0, encontram-se igualmente anúncios de particulares com casas ou quartos para alugar aos estudantes. Estes anúncios podem ser muito úteis a quem não conhece a cidade e não pôde obter alojamento através dos SASNOVA.

 

Os alunos com necessidades educativas especiais contam com apoio específico na NOVA FCSH?

Sim, com a colaboração do Conselho Pedagógico e do Núcleo de Apoio ao Aluno e Candidato. Poderá consultar aqui a informação disponível.

 

Se tiver dificuldades na adaptação ao estudo universitário, a NOVA FCSH tem apoios específicos para o meu caso?

A NOVA FCSH desenvolveu o Programa Minerva com o objetivo de conter e diminuir o insucesso e o abandono escolar. Poderá consultar na nossa página todas as informações.

 

Licenciaturas

Concurso Nacional de Acesso

O que preciso fazer para ingressar nos cursos da NOVA FCSH?

Poderá consultar as condições na nossa página relativa ao Concurso Nacional de Acesso.

 

Quantas vagas tem cada curso?

A NOVA FCSH fixa anualmente o número de vagas para cada curso. A divulgação é feita através do Guia de Candidatura ao Ensino Superior Público e no sítio Web da NOVA FCSH.

 

Tenho que pagar para frequentar a NOVA FCSH?

Sim. Ao ingressar na NOVA FCSH é necessário pagar custos administrativos, seguro escolar e uma propina anual, que pode ser paga em várias prestações. Todas as informações constam do Regulamento de propinas publicado em cada ano letivo.

 

Posso solicitar a mudança de par instituição/curso para a licenciatura que era a minha primeira opção?

Sim, mas apenas no final do primeiro ano de curso na licenciatura na qual foi colocado através do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

Os prazos e vagas para mudança de par instituição/curso são estipulados anualmente por cada instituição de ensino.

 

Maiores de 23 Anos

Quem pode inscrever-se para a realização das provas?
Podem inscrever-se para a realização das provas para Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos os cidadãos nacionais ou estrangeiros que completem 23 anos até ao dia 31 de dezembro do ano que antecede a realização das provas, desde que não tenham habilitação de acesso para o curso pretendido.

A candidatura está sujeita a emolumentos, de acordo com a tabela de emolumentos em vigor.

 

Quais os prazos para a inscrição e realização das provas?
Os prazos para a inscrição e realização das provas são fixados anualmente pela Faculdade na página maiores de 23 anos.

 

Já possuo um curso superior, posso inscrever-me para a realização de provas por esta via?
Sim, as provas para Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 anos contemplam todos os candidatos (maiores de 23 anos), independentemente das habilitações académicas de que são titulares, desde que não sejam titulares da habilitação de acesso para o curso pretendido.

 

Sou estrangeiro, mas resido em Portugal.  Posso inscrever-me nas provas para maiores de 23 anos?

Pode inscrever-se, desde que tenha título de residência válido, passado pelo Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, ou passaporte com visto de estudo.

 

Após a aprovação nas provas de acesso a colocação é automática?
Não, uma vez que existe um número de vagas limitado.

Os candidatos aprovados nas provas de acesso apresentam a sua candidatura na Divisão Académica durante o período estipulado para o efeito.

 

Posso inscrever-me para a realização das provas em mais do que uma instituição de ensino superior e em cursos diferentes?
Sim. A legislação em vigor não impede que os candidatos possam inscrever-se para a realização das provas em várias instituições de ensino superior e em cursos diferentes.

 

O estudante que ingressa no ensino superior no âmbito do processo de avaliação de capacidade para maiores de 23 anos tem direito a usufruir do estatuto de trabalhador-estudante?
Sim, pois tal direito é independente do processo de entrada e válido para todo e qualquer estudante inscrito no Ensino Superior.

 

A aprovação nas provas de avaliação de capacidade confere equivalência a habilitações escolares?
Não. A aprovação nessas provas apenas confere habilitação de acesso para a candidatura à matrícula e inscrição no curso para o qual foram realizadas, ou para curso congénere ministrado noutra instituição de ensino superior, desde que autorizado pelo órgão legal e estatutariamente competente dessa outra instituição.


Titulares de Cursos Superiores, de Diplomas de Especialização Tecnológica e de Diplomas de Técnico Superior Profissional

Quem pode candidatar-se a este concurso especial de acesso?
Poderá consultar as condições na nossa página relativa aos Concursos Especiais de Acesso.

A candidatura está sujeita a emolumentos, de acordo com a tabela de emolumentos em vigor.

 

Depois de terminar o CET, terei de fazer provas para entrar no Ensino Superior?
Os estudantes que concluem um CET poderão candidatar-se ao Ensino Superior através do concurso especial de acesso destinado a Titulares de Cursos Superiores, Médios e de Especialização Tecnológica não necessitando, para o efeito, de realizar quaisquer provas específicas.

 

Quais os prazos de candidatura?
Os prazos para candidaturas ao concurso especial de acesso destinado a Titulares de Cursos Superiores, Médios e de Especialização Tecnológica são fixados anualmente na página relativa aos Concursos Especiais de Acesso.

 

Após a minha candidatura a colocação é automática?
Não. Anualmente a NOVA FCSH determina as regras de seleção e seriação dos candidatos, bem como o número de vagas.

 

Mudança de par instituição/curso e Reingresso

O que é um pedido de mudança de par instituição/curso?

Um pedido de mudança de ‘par instituição/curso’ ocorre quando um estudante pretende inscrever-se num par instituição/curso diferente daquele em que realizou a sua última inscrição.

Como posso efetuar mudança de par instituição/curso?

Poderá consultar as condições na nossa página relativa à Mudança de Par Instituição/Curso.

 

O que é um pedido de reingresso?
Um pedido de reingresso ocorre quando um estudante, após uma interrupção dos estudos num determinado curso e instituição de ensino superior, pretende matricular-se na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.

 

Que devo fazer para reingressar no ensino superior após ter interrompido a minha licenciatura?
Podem requerer o reingresso todos os estudantes que tenham estado matriculados e inscritos na NOVA FCSH no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.

Para o efeito, o estudante deverá dirigir-se à Divisão Académica da NOVA FCSH, a fim de efetuar o respetivo requerimento. O pedido de reingresso está sujeito a emolumentos, de acordo com a tabela de emolumentos em vigor.

 

Quais os prazos de candidatura?
Os prazos para candidaturas ao abrigo do regime de ingresso no ensino superior por mudança de par instituição/curso ou reingresso são fixados anualmente pela NOVA FCSH, podendo ser consultados online.

 

Após a minha candidatura a colocação é automática?
Não. Anualmente a NOVA FCSH determina as regras de seleção e seriação dos candidatos, bem como o número de vagas.

Os reingressos não estão sujeitos a limitações quantitativas.

 

Mestrados

Qual a habilitação de acesso a mestrado?
Poderá consultar as condições de acesso na nossa página relativa aos Mestrados.

Como estão organizados os mestrados da NOVA FCSH?
Os mestrados da NOVA FCSH estão organizados segundo o sistema europeu de acumulação e transferências de créditos (ECTS).

Os mestrados com 93 créditos são, normalmente, compostos por uma componente letiva de 60 créditos (dois semestres) e por uma componente não letiva de 33 créditos (um semestre) que poderá assumir a figura de: a) Dissertação; b) Trabalho de Projeto ou c) Estágio com Relatório.

Os mestrados com 120 créditos são, normalmente, compostos por uma componente letiva de 60 créditos (dois semestres) e por uma componente não letiva de 60 créditos (dois semestres) que poderá assumir a figura de: a) Dissertação; b) Trabalho de Projeto ou c) Estágio com Relatório.

A conclusão da componente curricular confere algum diploma?
Sim. Pela conclusão da componente curricular é atribuído um diploma de pós-graduação, não conferente de grau.

O que é a componente não letiva e como é desenvolvida?
Os mestrados da NOVA FCSH preveem três tipos de componente não letiva: a) Dissertação; b) Trabalho de Projeto e c) Estágio com Relatório.

De acordo com o número de ECTS do curso, a sua realização terá a duração de um ou de dois semestres.

A extensão total da Dissertação deve situar-se entre os limites mínimo e máximo de 40 a 60 páginas (componente não letiva de 33 créditos, um semestre) ou de 80 e de 120 páginas (componente não letiva de 60 créditos, dois semestres) e deve conter:

- Análise e interpretação crítica da bibliográfica científica referente à problemática escolhida de modo a ser estabelecido um estado da questão;

- Formulação de um problema ou de uma questão relevante, de modo a que, através de metodologias cientificamente validadas, o grau de conhecimento sobre a problemática escolhida possa ser aperfeiçoado;

- Recolha, análise e tratamento de dados;

O mestrando deve ainda preparar a discussão pública dos resultados obtidos bem como a enunciação da sua relevância para o esclarecimento da problemática escolhida.

Trabalho de Projeto será realizado segundo uma de duas modalidades alternativas:

- Conceção pelo estudante de um projeto de investigação original versando temática relevante para a área de especialização do mestrado, com amplitude e profundidade adequadas à realização de uma investigação conducente ao grau de mestre;

- Conceção e desenvolvimento pelo estudante de uma aplicação original dos conhecimentos e competências adquiridas à satisfação de fins sociais, culturais e/ou económicos identificados.

O mestrando deve ainda preparar a apresentação e a discussão públicas do projeto e da sua relevância para o progresso do conhecimento científico na área de especialização do mestrado. A memória de projeto deve ter a extensão máxima de 50 páginas (componente não letiva de 33 créditos, um semestre) ou 100 páginas (componente não letiva de 60 créditos, dois semestres), excluindo lista de fontes, bibliografia e anexos (exemplos de anexos: documentos, gráficos, mapas, estatísticas, imagens).

Estágio com Relatório tem a duração de 400 horas de trabalho (componente não letiva de 33 créditos, um semestre) ou 800 horas de trabalho (componente não letiva de 60 créditos, dois semestres) e deve:

- Decorrer em instituição pública ou privada, ou cooperativa ou associativa, com ou sem fins lucrativos, com a qual exista, à data do seu início, um protocolo estabelecido com a NOVA FCSH para esse fim. As informações relativas aos protocolos de estágio deverão ser obtidas no NIPAA - Núcleo de Integração Profissional e de Antigos Alunos;

- Garantir ao mestrando o desempenho de funções de caráter profissional relevante para a instituição de acolhimento e que envolvam a aplicação prática de conhecimentos teóricos e práticos adquiridos na parte curricular do curso de mestrado;

- Ser enquadrado por um plano de estágio definido, em colaboração, pelo responsável indicado pela instituição de acolhimento, por um orientador da NOVA FCSH pertencente ao quadro docente do mestrado e pelo estudante, cabendo ao docente a validação da correspondência do plano de estágio aos objetivos que lhe foram atribuídos como componente não letiva para a obtenção do grau de mestre.

O mestrando deve ainda preparar a discussão pública dos resultados obtidos bem como a enunciação da sua relevância no quadro dos objetivos propostos para o curso de mestrado. A extensão total do relatório de estágio não pode exceder as 25 páginas (componente não letiva de 33 créditos, um semestre) ou as 50 páginas (componente não letiva de 60 créditos, dois semestres) excluindo bibliografia e anexos (exemplos de anexos: documentos, gráficos, mapas, estatísticas, imagens).

Quando deve ser entregue a componente não letiva?
A componente não letiva deve ser entregue entre o último dia do semestre e 30 de março ou 30 de setembro consoante o aluno termine no 1.º semestre ou 2.º semestre do ano letivo.

O estudante deve entregar na Divisão Académica/Núcleo de Mestrados da NOVA FCSH o pedido de realização de provas, em impresso próprio, acompanhado de 5 exemplares em formato papel e de 1 versão em suporte digital.

A desistência do mestrado dá origem ao reembolso da propina paga?

Os valores devidos a título de propinas não são passíveis de reembolso. Os valores pagos a título de candidatura não são reembolsáveis, exceto por motivos não imputáveis ao candidato.

A leitura desta informação não dispensa a consulta do regulamento de propinas em vigor no respetivo ano letivo.

Sou licenciado pré-Bolonha. Como posso adquirir o grau de mestre, tendo em conta a minha formação anterior?

Uma recomendação do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) promove e incentiva a aquisição do grau de Mestre pelos chamados licenciados pré-Bolonha.

A NOVA FCSH aplica essa recomendação, proporcionando a valorização da sua formação anterior, bem como de experiência profissional relevante.

Para mais informações consulte a informação específica na página de Mestrados.


Doutoramentos

Qual a habilitação de acesso ao doutoramento?
Poderá consultar as condições de acesso na nossa página relativa aos Doutoramentos.

Como estão organizados os Ciclo de Estudos de Doutoramento da NOVA FCSH?
Os Ciclos de Estudos de Doutoramento da NOVA FCSH estão organizados segundo o sistema europeu de acumulação e transferência de créditos (ECTS). De modo geral, têm a duração de oito semestres, aos quais correspondem 240 créditos e estruturam-se em duas componentes: um Curso de Doutoramento, a que correspondem 60 créditos (dois semestres), e a realização de uma Tese de Doutoramento, a que correspondem 180 créditos (seis semestres).

Pontualmente existem estruturas diferentes da explicitada, pelo que se recomenda a consulta dos regulamentos de cada Ciclo de Estudos de Doutoramento (CED) na página de Doutoramentos.

A conclusão do Curso de Doutoramento confere algum diploma?
Sim. A conclusão com êxito das unidades curriculares do Curso de Doutoramento e a aprovação em prova pública do Trabalho Final de Curso confere ao estudante um Diploma de Estudos Avançados no ramo de conhecimento ou numa especialidade do CED.

Está previsto algum acompanhamento tutorial?
Após a inscrição, será atribuído a cada estudante um tutor, membro da respetiva comissão científica, a quem caberá o seu acompanhamento até à escolha de um orientador de tese.

Após a obtenção da aprovação no Curso de Doutoramento, o Conselho Científico da NOVA FCSH nomeia um orientador ou um orientador e um ou mais coorientadores, sob proposta fundamentada da comissão científica responsável pelo CED e após livre escolha do estudante e de aceitação por parte de quem o vai orientar. A orientação científica da tese de um aluno de doutoramento ficará a cargo de um professor ou de um investigador doutorado da NOVA FCSH.

A proposta de nomeação do(s) orientador(es) deverá ser acompanhada por um projeto de tese, com uma descrição do trabalho a realizar.

Quando deve ser entregue a Tese de Doutoramento?
A Tese de Doutoramento deve ser entregue até ao último dia do último semestre previsto para a conclusão do CED. O estudante deve entregar na Divisão Académica / Núcleo de Doutoramentos da NOVA FCSH o pedido de realização de provas, em impresso próprio, acompanhado de 7 exemplares em papel e 1 versão em suporte digital. O pedido deve ser acompanhado de um parecer favorável do orientador.

Pode haver suspensão da contagem do prazo para entrega da Tese? Em que situações?
Sim. A contagem do prazo de entrega da Tese suspende-se, mediante requerimento do estudante, nas seguintes situações:

- Maternidade e paternidade;

- Doença grave e prolongada do candidato ou acidente grave, quando a situação ocorra no decurso do prazo para a entrega e para a defesa da dissertação;

- Exercício efetivo de uma das funções a que se refere o artigo 73.º do Decreto-Lei n.º 448/79, de 13 de novembro, ratificado, com as alterações, pela Lei n.º 19/80, de 16 de julho (funções de Membro do Governo, Deputado, Provedor, entre outras).

A desistência do CED dá origem a reembolso?
Os valores devidos a título de propinas não são passíveis de reembolso. Os valores pagos a título de candidatura não são reembolsáveis, exceto por motivos não imputáveis ao candidato.

A leitura desta informação não dispensa a consulta do regulamento de propinas em vigor no respetivo ano letivo.

Topo da Página