Acções do Documento

‘Depois da bolota e antes da rolha’: Como gerir um montado de modo a proteger a sustentabilidade ecológica?

Na segunda sessão das Cork Talks estarão em foco as especificidades da gestão dos montados e o caso dos incêndios de 2017.

Depois da bolota e antes da rolha é uma expressão usada por Aires Mateus para referir-se ao seu conhecimento sobre os montados e a cortiça e foi esta a expressão escolhida para dar título a este segundo encontro do Ciclo Cork Talks, que acontece na próxima quarta-feira (28) às 18h00 na Sala de Atos do Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa.

Alberto Aires Mateus, proprietário com relevante e longa experiência, é gestor de um montado que foi vitimado pelo flagelo dos incêndios de 2017. Faz parte de um painel ao qual se juntam também Margarida Tomé, coordenadora do Centro de Estudos Florestais do Instituto Superior de Agronomia, que se tem dedicado à fileira do sobro, Maria de Jesus Fernandes, diretora do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas de Lisboa e Vale do Tejo e Joana Paulo Amaral, representante da Federação Europeia Agroflorestal e do projeto AFINET.

Nesta nova sessão das Cork Talks a organização explica que “a ponte entre o conhecimento científico e técnico e os usos e práticas, animam sempre histórias de encontros e desencontros, em qualquer domínio do saber”, por isso mesmo quer “aproximar estes dois mundos e deixar pistas para quem tem nas suas mãos gerir esta realidade por forma a valorizar e a garantir a sustentabilidade ecológica e económica de um dos mais importantes recursos naturais do país”.

A iniciativa, dinamizada pelo Thecorkmarketplace, pretende ser “uma conversa solta e animada, mas muito séria”, que pretende referir “pontos críticos dos acontecimentos recentes, que levaram a floresta a invadir o tempo de antena dos órgãos de comunicação social e das famílias portuguesas”.

O que são as Cork Talks?

As Cork Talks são um ciclo de encontros de entrada livre. A iniciativa teve início a 31 de janeiro na NOVA FCSH e e irá decorrer ao longo de 2018, todos os meses com um novo tema, numa parceria do Thecorkmarketplace com a Faculdade.

O Thecorkmarketplace surge para colmatar a inexistência de um espaço, em ambiente digital, para a compra e venda de Cortiça em bruto e investe na sua valorização, numa perspetiva de economia circular e de diferenciação pelas características únicas que a definem.

Acreditando que o conhecimento, a certificação, a avaliação técnica, o design, o marketing e comunicação, a formação e a transparência e eficiência nos processos e a sustentabilidade do ecossistema, são o caminho certo para acrescentar valor a esta matéria-prima, a Thecorkmarketplace procura parcerias para a disseminação de conhecimento científico, técnico e de experiência feito e oferece um posicionamento diferenciado para a promoção de  produtos e serviços relacionados com este sector.

Este projeto obteve o segundo lugar no Prémio de Empreendedorismo NOVA FCSH - Santander Universidades - Melhor Ideia de Negócio 2017, e está a ser apoiado pelo Centro de Inovação da NOVA FCSH.

Para saber mais visite a página de Facebook do projeto.

2018-02-23 14:45
Topo da Página
classificado em: