Acções do Documento

“Do Portugal Democrático”

28 de março - Jorge Sampaio e Margarida Marques são duas das personalidades presentes num evento coorganizado pelo IHC onde se assinalam os 40 anos do pedido de adesão de Portugal à CEE.

Por ocasião dos 40 anos da apresentação formal do pedido de adesão de Portugal à CEE (28 de março de 1977), o colóquio “Do Portugal Democrático” evoca aquela que foi uma das grandes operações diplomáticas da democracia portuguesa, juntando académicos e atores diplomáticos contemporâneos dos eventos. O evento, a realizar a 28 de março no Ministério dos Negócios Estrangeiros, tem lugar num momento em que o projeto europeu se encontra novamente numa encruzilhada, pelo que será também uma ocasião para refletir sobre um compromisso que continua a marcar de o destino do país.

Coorganizado pelo Instituto de História Contemporânea (IHC), na conferência vão estar presentes Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, Margarida Marques, Secretária de Estado dos Assuntos Europeus, e Nuno Severiano Teixeira, Vice-Reitor da NOVA, entre outros.

 

Contexto

A queda da ditadura, a 25 de Abril de 1974, veio colocar a Portugal múltiplos desafios. A par da definição da nova ordem a instituir, por determinar estava também a situação de Portugal no mundo, questão que ganha particular acuidade num momento em que se consumava o encerramento do seu ciclo imperial. Neste contexto, a opção europeia é provavelmente um dos maiores reptos do Portugal democrático. Superando a perspetiva puramente económica subjacente aos acordos de associação de 1972, a prioridade do I Governo Constitucional recaiu na adesão à CEE, uma aposta estratégica de elevado risco que o então Primeiro-Ministro, Mário Soares, e o seu Ministro dos Negócios Estrangeiros, José Medeiros Ferreira, protagonizaram.

Programa e informações adicionais


2017-03-24 15:40
Topo da Página
classificado em: