Acções do Documento

Arte e a Antropologia marcam encontro

O CRIA - Centro em Rede de Investigação em Antropologia, unidade de investigação da FCSH/NOVA, é um dos organizadores do festival FACA.

A Festa de Antropologia, Cinema e Arte (FACA) é organizada por um grupo heterogéneo de pessoas associadas ao Núcleo de Antropologia Visual e da Arte do CRIA [NAVA], do Centro em Rede de Investigação em Antropologia [CRIA], que têm em comum a vontade de explorar as fronteiras entre o trabalho de investigação e a criação artística. Ao longo das últimas décadas, os antropólogos têm sentido uma necessidade crescente de utilizar suportes não verbais para dar corpo a um conhecimento fenomenológico que emana do seu objecto, enquanto os artistas recorrem cada vez mais a conceitos e sensibilidades etnográficas. Neste contexto, a FACA surgiu como uma arena de discussão e exploração destas inter-relações com o intuito adicional de estimular o diálogo entre a academia e a população em geral.

Para a edição deste ano estão planeados três dias intensos de cruzamentos entre a Arte e a Antropologia: a 9 e 10 de março o Colóquio 'Modos de fazer, Modos de ser' junta mais de quatro dezenas de criadores, antropólogos e outros investigadores nacionais e estrangeiros. É um regresso a casa, ao Museu Nacional de Etnologia, em Lisboa - onde ao mesmo tempo arrancará a quarta edição da FACA com a intervenção artística de Tatiana Macedo 'Everything I´m gonna tell you today it´s contaminated'.

O encerramento do Colóquio, no final do dia 10, é marcado pela abertura oficial da FACA, com o concerto de música concreta por Nuno Salvado, Vahan Kerovpyan e Marius Pibarot. O concerto Museu Concreto vai buscar sons do espólio e do quotidiano do Museu - inclusive dos instrumentos musicais do seu arquivo - e cruzar com a interpretação ao vivo de voz e instrumentos.

No sábado, a FACA regressa aos seus espaços de sempre: a Cinemateca Portuguesa e o Arquivo 237 – nesse preciso número 237 da Rua da Rosa, ao Bairro Alto, a manhã será passada num workshop coordenado por Fernanda Eugénio e, logo a seguir ao almoço, Daniela Rodrigues e Ana Gandum farão o lançamento do livro 'coisas de lá / aqui já está sumindo'.

Na Cinemateca, a FACA acolherá duas sessões (16h e 22h) de filmes do departamento de antropologia visual da Freie Universität Berlin, que contarão com a apresentação do professor Steffen Köhn. Às 18h30 decorrerá uma sessão de filmes portugueses que exploram materiais de arquivo - dos realizadores Inês Ponte, Catarina Simão e Ricardo Branco.

> mais informações sobre o Colóquio: aqui
> descarregar programa resumido: aqui
> descarregar programa detalhado da FACA com resumos: aqui


2017-03-08 16:15
Topo da Página
classificado em: