Acções do Documento

Bolsa ERC atribuída a investigadora da FCSH

Saiba mais sobre o Projecto “BlackBox” de Carla Fernandes, investigadora do CLUNL, ao qual foi atribuída uma bolsa do European Research Council (ERC) no valor de 1,4 milhões de euros.

Uma bolsa ERC (European Research Council), no valor de 1,4 milhões de euros, foi atribuída a Carla Fernandes, Investigadora do Centro de Linguística da Universidade NOVA de Lisboa (CLUNL/FCSH), pelo seu projecto "BlackBox - A collaborative platform to document performance composition: from conceptual structures in the backstage to customizable visualizations in the front-end". É a primeira vez que este tipo de bolsa é atribuída em Portugal na área da Linguística Cognitiva, em intersecção com as Artes Performativas e os media digitais.

O projecto “BlackBox” nasceu da curiosidade de Carla Fernandes em perceber como funcionam os processos mentais e de tomada de decisão enquanto se compõe uma performance artística. Tudo começou com uma pergunta aparentemente simples: será que os artistas que trabalham sistematicamente com corpos humanos em movimento no espaço, em conjugação com a linguagem verbal, possuirão realmente esquemas mentais diferentes de um matemático, por exemplo?

Questões como a criatividade infindável dos seres humanos e da ciência em geral, a preservação do património cultural mais intangível e as relações intrínsecas que se estabelecem entre pessoas que colaboram para um fim artístico comum foram o motor de arranque para este projecto, que a autora espera vir a contribuir para o avanço da investigação numa área de fronteira ainda muito pouco estudada.

Com uma equipa de sete investigadores pós-graduados, o ponto de partida deste projecto de Arte&Ciência será a análise de processos complexos de "tradução" de estruturas conceptuais e linguísticas subjacentes ao trabalho de vários coreógrafos contemporâneos durante os seus ensaios (i.e. no backstage, nos bastidores da composição de uma obra) para corpos e/ou objectos em movimento. Esses processos de tradução metafórica, normalmente "invisíveis" para o espectador, irão ser descodificados através de novas formas de visualização multimédia nos ecrãs pessoais (i.e. no front-end) dos utilizadores finais. Para isso, irá ser construída de raiz uma plataforma digital colaborativa para todos os artistas e investigadores envolvidos, que permitirá, no final do projecto, o acesso público ao conhecimento e materiais compilados ao longo dos cinco anos de investigação, fazendo uso das potencialidades mais inovadoras de web-design, tecnologia 3D e anotação de vídeo em tempo real.

"A comunidade global de artistas performativos manifesta neste momento um forte interesse por ferramentas digitais que apoiem os seus processos de composição criativa”, afirma Carla Fernandes. Por outro lado, “os investigadores em ciências computacionais e cognitivas estão cada vez mais interessados em desenvolver tecnologias de suporte à documentação e transmissão do património cultural mais intangível, como é o caso das artes performativas contemporâneas", assegura a investigadora do CLUNL.

As bolsas ERC são atribuídas pelo European Research Council e têm cinco anos de validade. O seu propósito é o de apoiar os cientistas europeus mais promissores, de modo a que possam tornar-se líderes de novas equipas de investigação em áreas de reconhecido valor científico.

Leia a entrevista com Carla Fernandes

Veja a notícia na Newsletter da FCT – Edição de Agosto de 2013

 

Carla Fernandes já tinha sido responsável pelo projecto TKB, que culminou na 1ª Conferência Internacional em "Comunicação Multimodal: Linguagem, Artes Performativas e novos Media Digitais" (projecto TKB) e que teve por objectivo a reflexão em torno das práticas de documentação de artes performativas (com foco especial na dança contemporânea), em intersecção com a linguística, as ciências cognitivas e as novas tecnologias.

Veja a notícia sobre o Projecto TKB

Veja o vídeo do Projecto TKB

2013-09-18 09:30
Topo da Página
classificado em: ,