Acções do Documento

“Fahrenheit 451” abre ciclo de cinema

Obra inspirada na publicação de Ray Bradbury abre ciclo sobre representações de realidades distópicas no grande ecrã. O evento, a realizar a 9 de novembro, será comentado por João Félix.

Inserido no contexto do ciclo "Paraísos Perdidos: as Distopias no Cinema", o Centre for English, Translation, and Anglo-Portuguese Studies (CETAPS) organiza a projecção do filme "Fahrenheit 451" (1966), realizado por François Truffaut e inspirado na obra homónima do autor norte-americano Ray Bradbury, publicada em 1953. A sessão será complementada pelo comentário crítico de João Félix (ULICES - CEAUL).

"Fanhrenheit 451", protagonizado por Oskar Werner, Julie Christie e Cyril Cusack, foi nomeado para o Leão de Ouro no Festival Internacional de Veneza e constitui o primeiro filme a cores da autoria de Truffaut. A história leva-nos para uma sociedade futura, oprimida por um regime totalitário, onde uma força organizada de "bombeiros" é encarregue da destruição de toda a literatura existente, com o objetivo de refrear o pensamento crítico e prevenir a revolta.

João Félix é investigador no Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa (CEAUL) e integra o Conselho Editorial da revista "Messengers From the Stars", comprometida com a divulgação de artigos científicos e recensões críticas no âmbito dos estudos de fantasia e ficção-científica. Entre as suas áreas de interesse e especialização, destacam-se as obras de Isaac Asimov e Philip K.Dick.

O evento terá lugar no dia 9 de novembro, às 14h no Auditório 002 (Torre A). A entrada é livre.

2018-10-30 11:55
Topo da Página