Acções do Documento

Concerto no Palácio Nacional de Queluz assinala 20.º Aniversário do CESEM

Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical promove concerto gratuito com o pianoforte Clementi, um instrumento único em Portugal.

O Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), centro de investigação da NOVA FCSH, assinala os seus 20 anos de atividade no próximo dia 20 de janeiro pelas 21h30 no Palácio Nacional de Queluz, num concerto onde se poderá escutar novamente o pianoforte Clementi. Fabricado em Londres pela companhia Clementi & Co, é um dos raríssimos  modelos Grand Piano do fabricante que chegaram aos nossos tempos e uma das peças da coleção de instrumentos do Palácio. Segundo Mário Trilha, conceituado cravista brasileiro e que irá interpretar obras de João Cordeiro da Silva, Marcos Portugal e Sigismund von Neukomm, trata-se do “instrumento ideal para o repertório deste concerto, pois tem a máxima expressão da palheta sonora idealizada pelos compositores do programa, que vai do final do século XVIII até 1821”. O tema do evento será “Um reencontro imaginário em Queluz”, onde músicos de D. João IV, em Lisboa e no Rio de Janeiro, visitariam o Rei no seu palácio.

Mário Trilha é Doutorado em Música pela Universidade de Aveiro, membro do Núcleo Luso-Brasileiro de Estudos da História da Música Caravelas do CESEM, Professor Adjunto da Universidade do Estado do Amazonas, cravista da Orquestra Barroca do Amazonas e intérprete de música oitocentista de Portugal e Brasil, numa colaboração entre o CESEM e a Universidade Estadual do Amazonas (Brasil), com o apoio do Palácio Nacional de Queluz. O concerto contará também com a participação do tenor Alberto Pacheco, Professor Adjunto de canto da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), doutorado em música pela UNICAMP, coordenador do Núcleo Luso-Brasileiro de Estudos da História da Música Caravelas do CESEM e especialista em repertório para voz dos séculos XVIII e XIX.

Desde a sua fundação que o CESEM tem vindo a dedicar-se ao estudo da música e da sua correlação com as outras artes, a cultura e a sociedade, incorporando abordagens diversas e fazendo uso das perspetivas e metodologias mais recentes nas Ciências Sociais e Humanas. A completar a celebração dos seus 20 anos serão também lançados os mais recentes volumes da Coleção Estudos Musicológicos do CESEM/Colibri: A Música no Convento de Cristo em Tomar – desde finais do século XV até finais do século XVIII, da autoria de Cristina Cota, e Peças de um Mosaico - temas da história da música referentes a Portugal e ao Brasil, de David Cranmer.

2018-01-12 15:50
Topo da Página