Acções do Documento

Estudo do CICS.NOVA vence Best Paper Award

Trabalho premiado de investigadores da FCSH/NOVA conclui que a recente intervenção da CML no Eixo Central de Lisboa aumentou o conforto urbano.

Teresa Santos e José António Tenedório, investigadores do CICS.NOVA, e Caio Frederico e Silva, da Universidade de Brasília, venceram o Best Paper Award no GISTAM 2017 com um trabalho que concluiu ter havido uma potencial melhoria no conforto térmico da área compreendida entre a Praça Duque de Saldanha e os dois primeiros quarteirões da Avenida da República. O estudo, que compara a situação antes e depois da recente requalificação realizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tem como objetivo quantificar os efeitos do aumento da área verde urbana.

Segundo os investigadores, na situação de pleno desenvolvimento das superfícies vegetalizadas e considerando um dia típico de agosto, os resultados simulados indicam uma redução da temperatura em 3˚C, um aumento em 10% da Humidade Relativa e uma redução de 1m/s na velocidade do Vento, mantendo-se ainda assim a ventilação natural da área. Estas melhorias devem-se sobretudo ao aumento da vegetação (26%), que se traduz em novos alinhamentos arbóreos tanto no eixo central como nos laterais, mas também num incremento da vegetação herbácea por redução da área asfaltada. O estudo confirma que a vegetação é um elemento chave no desenho urbano e que a sua presença contribui para a melhoria do conforto em espaço público.

De acordo com informação disponível no site da CML, a intervenção no Eixo Central requalificou o espaço público da Avenida da República, Praça do Saldanha, Picoas e Avenida Fontes Pereira de Melo com o objetivo de reduzir o ruído, aumentar a área pedonal e conforto dos passeios, introduzir ciclovias, incrementar alinhamentos arbóreos e áreas verdes. Segundo o mesmo, pretendeu-se também assegurar o estacionamento para residentes e criar locais para cargas e descargas.

 

Simulação do conforto térmico

 

2017-06-23 12:20
Topo da Página