Acções do Documento

FCSH/NOVA e Université Lumière instituem Mestrado com dupla titulação

Estadia de um semestre em França passa a permitir que estudantes da NOVA obtenham um duplo diploma de Mestrado em Estudos Portugueses.

Um protocolo assinado por António Rendas, Reitor da NOVA, e Jean-Luc Mayaud, Reitor da Université Lumière – Lyon 2, instituiu a dupla titulação no Mestrado em Estudos Portugueses da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH/NOVA) e da Faculté des Langues, em França, (onde se denomina Estudos Lusófonos). “Esta diplomação internacional na área das literaturas e culturas em português é invulgar no nosso contexto universitário”, afirma Teresa Araújo, docente da FCSH/NOVA e uma das responsáveis pela iniciativa, ao mesmo tempo que acrescenta ser de “grande prestígio para ambas as instituições, constituindo também uma enorme vantagem para os alunos“.

Também segundo a Université Lumière – Lyon 2, “a obtenção de um duplo diploma de mestrado valorizado por meio da internacionalização da formação representa um trunfo em termos de empregabilidade”, destaca a instituição numa notícia publicada no seu website. No mesmo sentido se pronunciou a CERES, a agência de avaliação nacional francesa, sublinhando como ponto forte da formação “a internacionalização”, considerando-a “bem concebida e eficazmente construída”, avançando que “a arquitetura proposta (…) é convincente, particularmente para as especialidades profissionalizantes”.

O protocolo, que ambiciona também “aproximar as equipas das duas universidades parceiras e incentivá-las à cooperação científica ao nível da formação doutoral”, determina que os candidatos disponham de um bom nível de português/francês e frequentem pelo menos um dos semestres letivos na instituição parceira. A dissertação deve ser redigida na língua da instituição de origem, acompanhada de um resumo escrito na língua da instituição de acolhimento.

2016-04-18 17:40
Topo da Página