Acções do Documento

João Morais Barbosa (1945 – 1991)

3.º Presidente da Comissão Instaladora da FCSH/NOVA. Reputado estudioso de Filosofia Medieval portuguesa.

Nasceu em Lisboa, a 18 de Abril de 1945, tendo falecido com 46 anos, a 13 de Dezembro de 1991. Licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1970, com uma tese intitulada “A filosofia política de Álvaro Pais no ‘Speculum Regum’” e classificada em 18 valores.

Nesse ano parte para Moçambique, onde leccionou na Universidade Lourenço Marques (ULM), actual Universidade Eduardo Mondlane. Esteve em Roma, como bolseiro pelo Instituto de Alta Cultura e com o patrocínio da ULM de Novembro de 1973 a Setembro de 1974, altura em que regressou a Portugal.

Entrou para o quadro docente da Universidade NOVA de Lisboa em 1975, tendo sido no ano seguinte candidato à Assembleia Constituinte pelo círculo de Lisboa nas listas do PPD/PSD. Em 1977 apresenta-se a provas de doutoramento em Filosofia, na especialidade de Filosofia Medieval com a dissertação “Fundamentos metafísicos da filosofia de Álvaro Pais”. Foi aprovado com distinção e louvor.

Ainda em 1977, funda o Departamento de Filosofia da FCSH/NOVA, onde desempenhou funções docentes até ao seu falecimento. Foi eleito Presidente da Comissão Instaladora da FCSH/NOVA em 1981, tendo exercido o cargo desde Novembro desse ano até Março de 1982. Foi posteriormente director interino durante alguns meses. Tornou-se Professor Catedrático em 1986. No ano seguinte tomou posse como presidente do Conselho Científico, lugar que ocupou durante três anos. Foi reeleito em 1990, num mandato que infelizmente não chegou a cumprir na totalidade.

Leccionou também na Universidade de Pisa e na Universidade Católica Portuguesa (1986-1988). Não possuindo uma obra científica muito vasta esta é, no entanto, bastante considerada e pioneira no que diz respeito ao estudo da produção filosófica portuguesa durante a Idade Média. “Hierocracia e Sacerdotalismo: uma diferenciação no pensamento político da Baixa Idade Média”, “As relações entre o Poder Espiritual e o Poder Temporal na obra de Álvaro Pais” e “Protagonismo Familiar ou Império das Ideologias?”, são alguns dos títulos por si publicados.

2013-03-18 11:30
Topo da Página