Acções do Documento

Mecenas da NOVA FCSH atribuem bolsas a estudantes dos três ciclos de ensino

Banco Santander Totta, Fundação Manuel António da Mota e Associação Internacional em Língua Portuguesa de Ciências Sociais e Humanas financiam os apoios sociais.

Já foram atribuídas as bolsas de estudo para o ano letivo 2017/2018 dos mecenas da NOVA FCSH, que abrangeram um total de 27 alunos dos três ciclos de ensino da Faculdade.

Este ano, as bolsas de estudo, que correspondem ao pagamento do valor da propina anual, foram atribuídas pelo Banco Santander Totta, Fundação Manuel António da Mota e ainda pela Associação Internacional em Língua Portuguesa de Ciências Sociais e Humanas.

Rui Pedroto, Presidente da Comissão Executiva da Fundação Manuel António da Mota, sublinha que "sendo a educação um dos principais objetivos estratégicos" da organização, o apoio que dão ao programa de bolsas de estudo da NOVA FCSH enquadra-se "numa política de igualdade de oportunidades" que pretende que os estudantes "em situação de maior vulnerabilidade económica concluam com sucesso o percurso académico", o que permitirá "elevar os níveis de qualificação dos jovens portugueses e torná-los aptos a encetarem promissoras carreiras profissionais na moderna sociedade do conhecimento e no mundo globalizado em que vivemos".

Este ano, a distribuição das bolsas foi a seguinte:

  • Bolsa Estudar+: 10 alunos de licenciatura abrangidos
  • Bolsas TOP – Santander: 10 alunos de mestrado abrangidos e 5 alunos de doutoramento
  • Bolsas TOP – AILPCSH: 2 alunos de doutoramento

Foi também assinado, já durante o mês de julho, um acordo de cooperação entre a NOVA FCSH, a Fundação Millennium BCP e o Museu do Chiado, que permitirá atribuir uma bolsa de investigação na área da História da Arte.

2018-07-12 15:55
Topo da Página