Acções do Documento

Prémio Victor de Sá de História Contemporânea

Cláudia Sofia Ninhos, investigadora do IHC, distinguida pela tese "Para que Marte não afugente as Musas. A Política Cultural Alemã em Portugal e o Intercâmbio Académico (1933-1945)”.

O Conselho Cultural da Universidade do Minho distinguiu Cláudia Sofia Ninhos da Fonseca com o Prémio Victor de Sá de História Contemporânea 2017, pela obra “'Para que Marte não afugente as Musas'. A Política Cultural Alemã em Portugal e o Intercâmbio Académico (1933-1945)”. A publicação, uma tese de doutoramento defendida na NOVA FCSH, tem como objeto de estudo a política cultural alemã em Portugal durante o regime nacional-socialista, demonstrando que a ciência e a cultura “alemãs” foram a estratégia utilizada para alcançar uma hegemonia política e ideológica.

A cerimónia pública da atribuição dos prémios e a apresentação do trabalho vencedor terá lugar no 13 de dezembro, pelas 15h, no salão nobre da Reitoria da Universidade do Minho, em Braga.

O Prémio Victor de Sá de História Contemporânea foi instituído há 26 anos pelo humanista Victor de Sá e visa distinguir jovens investigadores de História Contemporânea de Portugal.

A mesma distinção já tinha sido atribuída a três alunos da NOVA FCSH e a Tiago Brandão Mascarenhas de Azevedo, Investigador do Instituto de História Contemporânea.

2017-11-22 16:30
Topo da Página