Acções do Documento

Rodrigo Guedes de Carvalho explorou o labirinto do jornalismo

Antigo aluno da NOVA FCSH regressou à Faculdade para a série '40 Anos, 40 Masterclasses'. Deu uma aula aberta sobre os desafios do jornalismo - veja as fotos!

Há quem diga que o jornalismo está hoje perante uma encruzilhada. Rodrigo Guedes de Carvalho explorou "O jornalismo no seu labirinto" na segunda das 40 Masterclasses que a NOVA FCSH está a dinamizar pelo seu 40.º aniversário.

Veja o álbum de fotos das Masterclasses

Na aula aberta o jornalista partilhou a experiência que acumulou desde 1986, ano em que começou no Centro de Formação da RTP e que marcou o início de uma carreira jornalística que dura até hoje. O atual pivô do Jornal da Noite começou por ser repórter de desporto na estação pública e pivô do noticiário 24 Horas. Sairia da emissora estatal em 1991. Na altura, Emídio Rangel convidou-o a fazer parte da equipa da primeira estação privada portuguesa, a SIC, onde faria carreira.

Além de assumir a apresentação de vários dos espaços noticiosos do canal, Rodrigo Guedes de Carvalho distinguiu-se também como Grande Repórter. Em 1997 foi galardoado com o Prémio Especial do Júri do Festival Internacional FIGRA, em França, para a Grande Reportagem 'A Condição Humana', trabalho emitido na estação de Carnaxide sobre as urgências hospitalares em Portugal. O jornalista desempenhou ainda, ao longo da carreira, vários cargos na direção de informação da SIC.

Rodrigo Guedes de Carvalho tem-se ainda distinguido na área da literatura e na escrita de argumentos para cinema. A estreia na escrita foi em 1992, com o romance Daqui a Nada, valeu-lhe o Prémio Jovens Talentos da ONU.

2018-03-12 17:35
Topo da Página