Acções do Documento

Sucesso escolar dá um 'IntraRail' grátis pelo país inteiro

Todos os estudantes inscritos no 1.º ano que realizem pelo menos 36 ECTS durante o ano letivo 2017/2018 podem ganhar uma viagem de comboio gratuita em Portugal.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) lançou o programa Comboio do Conhecimento, que vai oferecer viagens de comboio aos estudantes do Ensino Superior. A iniciativa tem como objetivo estimular "a aquisição de competências e formação superior", aliada "ao sucesso académico" e ainda "promover experiências de conhecimento do território".

Os estudantes que queiram beneficiar do programa podem requerer os vouchers a partir de 18 de junho, no portal www.comboio-conhecimento.pt. Estes vales darão acesso a um passe de sete dias consecutivos nos serviços urbano, regional, interregional e intercidades dos Comboios de Portugal (CP). Poderão ser usados até ao fim do ano em toda a rede da empresa ferroviária.

De acordo com um comunicado do Ministério, "todos os estudantes inscritos e matriculados no ensino superior em Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), Licenciatura ou Mestrado Integrado e que tenham tido aproveitamento escolar no 1º ano do ciclo de estudos com, pelo menos, 36 ECTS, durante o ano letivo de 2017-2018, podem beneficiar de uma viagem gratuita em Portugal".

A experiência no Comboio do Conhecimento pode ser partilhada através da App Globestamp que, além de disponibilizar roteiros aos estudantes, permite também planear experiências, registar memórias e impulsionar um espírito de competição saudável.

Estudar mais... e conhecer mais Portugal

"Não fiques apeado — dá crédito aos teus estudos e vem conhecer Portugal”, é o mote da iniciativa que se insere no programa Estudar mais é preciso.

Maria Fernanda Rollo, secretária de Estado do Ensino Superior, afirmou à Agência Lusa, na apresentação do programa, que considera que esta iniciativa premeia o sucesso escolar dos estudantes ao mesmo tempo que funciona como "estímulo para conhecer o território e a identidade nacional".

"É absolutamente inédito, não sabemos o que vai acontecer", referiu a governante, destacando que "é errada a ideia que se meteu na cabeça das famílias de que não vale a pena estudar". Além disso, aponta viajar como um incentivo às "competências sociais e culturais".

Guilherme d'Oliveira Martins, secretário de Estado das Infraestruturas, sublinhou ainda que este "'IntraRail' dentro do país". é uma forma de valorizar o comboio como meio de transporte e como "sistema moderno e viável" para os jovens fazerem deslocações em Portugal.

2018-03-07 22:25
Topo da Página