Acções do Documento

FCSH investiga produção de vinho no antigo Egipto

O projecto “Irep en Kemet” propõe-se desvendar a origem da cultura do vinho na civilização mediterrânica.

“Irep en Kemet”, ou “O vinho no Antigo Egipto”, é o nome de um projecto de Maria Rosa Guasch, investigadora da FCSH, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

O objectivo principal é o de documentar e analisar, pela primeira vez, o corpus completo de imagens de vinicultura e de vinificação presentes, em forma de gravuras e de pinturas, nas paredes das sepulturas do Antigo Egipto. Trata-se de um estudo exaustivo que, uma vez concluído, permitirá comparar o método usado pelos egípcios com aquele utilizado ainda hoje nos países mediterrânicos, nomeadamente Portugal, Espanha e França.

Tradicionalmente considera-se que o método actual de produção de vinho tem origem na Grécia antiga e no Império Romano, apesar de elementos iconográficos, arqueológicos e textuais sugiram que, no antigo Egipto, esta bebida já era produzida desde o ano 3000 AC.

Mais informações

2013-08-05 09:30
Topo da Página
classificado em: