Acções do Documento

II Congresso de Arqueologia da AAP

De 22 a 26 de novembro – Discutir e difundir resultados das investigações arqueológicas realizadas em Portugal é o objetivo do segundo encontro da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

O II Congresso de Arqueologia da Associação dos Arqueólogos Portugueses tem como principais objetivos a divulgação, discussão e debate científico dos estudos e intervenções arqueológicas realizadas por arqueólogos portugueses ou estrangeiros no território nacional ou sobre contextos relacionados com a presença portuguesa no Mundo. Pretende-se que as contribuições resultem de trabalhos inéditos, abarcando uma lata abrangência cronológica, desde a Pré-história à Contemporaneidade.

O evento, que terá lugar de 22 a 26 de novembro, divide-se entre a NOVA FCSH, o Museu Arqueológico do Carmo e a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. A sessão de abertura está a cargo de João Zilhão com uma comunicação intitulada “Neandertal”. Do programa fazem parte todos os docentes de arqueologia da NOVA FCSH a trabalhar em território nacional, assim como numerosos investigadores pertencentes às suas unidades de investigação.

O evento conta com a parceria da NOVA FCSH e da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

A Associação dos Arqueólogos Portugueses é a mais antiga associação de defesa do património em Portugal e tutela o Museu Arqueológico do Carmo, o primeiro museu de Arte e Arqueologia do país. Foi fundada em 1863, com o nome de Associação dos Architectos Civis Portugueses, por Joaquim Possidónio Narciso da Silva. Começou por ser uma associação de carácter profissional, mas que depressa admitiu no seu seio os Arqueólogos, passando a intitular-se Real Associação dos Architectos Civis e Archeólogos Portugueses. Em 1911 adotou a sua atual designação, centrando-se na área da arqueologia e património.

Inscrição obrigatória

Conheça o programa

2017-10-30 09:45
Topo da Página
classificado em: