Acções do Documento

Instituto de História Contemporânea homenageia vítimas portuguesas do terror nazi

7 de maio - Pela primeira vez portugueses assassinados pelos nazis são evocados, numa iniciativa decorre de um projeto de investigação dirigido por Fernando Rosas.

Por iniciativa do grupo de investigação “Trabalhadores forçados portugueses no Terceiro Reich”, dirigido pelo Historiador Fernando Rosas, o Instituto de História Contemporânea e o Ministério dos Negócios Estrangeiros vão promover a colocação de uma placa no Muro das Lamentações do Campo de Concentração de Mauthausen (Áustria).

Com esta iniciativa o Estado Português homenageia, pela primeira vez, todas as vítimas do terror nazi de origem portuguesa. A placa será descerrada no dia 7 de maio no âmbito das celebrações anuais da libertação do campo, numa cerimónia especial que conta com a presença de Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros, outros diplomatas portugueses e personalidades diversas da comunidade portuguesa na Áustria. A FCSH/NOVA será representada por Fernando Rosas, acompanhado de outros investigadores.

O projeto de investigação “Trabalhadores forçados portugueses no Terceiro Reich” foi co-financiado pela Fundação alemã EVZ – Erinnerung, Verantwortung, Zukunft (Memória, Responsabilidade, Futuro), pelo Goethe-Institut e pela FCSH/NOVA.

Fotografia: Muro das Lamentações de Mauthausen (Autoria de Ansgar Schaefer)

2017-05-05 16:45
Topo da Página
classificado em: