Acções do Documento

Isabel Costa salvou uma empresa e vem contar a história em aula aberta

A história da reconversão da antiga fábrica Lanifícios Império que, depois de falir, ganhou uma nova vida chamada 'Burel'.

Isabel Costa, CEO da Burel, vem à NOVA FCSH para dar uma aula aberta onde contará a história de inovação e de intervenção organizacional da empresa. É na terça-feira, 29 de maio, pelas 18h00, na sala 0.06 do Edifício B1. A entrada é livre e para todos os públicos.

Em 2010, depois da falência da Lanifícios Império, Isabel e João Tomás juntaram-se para dar uma nova vida à cidade de Manteigas e a este setor tradicional da região. Os objetivos principais passaram "por dar vida a um património industrial único, passar o conhecimento ancestral às novas gerações e valorizar um dos produtos endógenos mais ricos da serra da Estrela – a lã", explicaram ao Jornal de Negócios.

Oito anos depois, a empresária relata aos alunos da NOVA FCSH, na primeira pessoa, como os trabalhadores da antiga fábrica de lanifícios fizeram parte de um projeto de reinvenção organizacional e de inovação no mercado. Hoje, a Burel é uma empresa global, reconhecida internacionalmente, classificando-se como "uma micromarca global que liga os fios da lã, urdidos e tecidos na Burel Factory – a fábrica –, a Lisboa e ao Porto e aos mais de 700 clientes espalhados pelo mundo".

Os responsáveis sublinham que o que diferencia esta empresa das suas concorrentes é "a inovação permanente, no produto e na funcionalidade" e garantem, têm o sonho de construir "para as futuras gerações, algo único na região e no país". Neste momento, a empresa já reveste "a Microsoft, a Nokia, a Uber, a Deloitte, a Everis e a OLX".


Esta aula aberta é uma iniciativa do departamento de Sociologia e conta com a organização de Helena Serra, Professora Associada da NOVA FCSH e investigadora nas áreas da Sociologia do Trabalho e das Organizações.

2018-05-24 15:35
Topo da Página
classificado em: