Acções do Documento

Romanos Melodos em concerto na FCSH/NOVA

18 de dezembro – Coro académico “Romanos Melodos” realizam concerto dedicado à Divina Liturgia na tradição do Leste. A entrada é livre!

“Divina Liturgia na tradição do Leste: canto sacro grego, búlgaro e russo” é o tema do concerto do coro académico “Romanos Melodos”, criado no âmbito da unidade curricular “Prática Musical – Músicas do Mundo: Práticas corais russas”, do Departamento de Ciências Musicais.

O repertório resulta da iniciativa conjunta de dois coros de câmara, os “Romanos Melodos” e os “Pravoslava”, este último surgido em 1998 através da iniciativa de músicos profissionais membros das comunidades ortodoxas grega, russa e búlgara.

A direção artística é de Svetlana Poliakova, docente do Departamento de Ciências Musicais.

O evento, de acesso livre, terá lugar no dia 18 de dezembro, das 13h às 14h, no Auditório 1 da Torre B.

Datas e locais de outros concertos dos "Romanos Melodos"

Programa e notas de programa

O programa do concerto é dedicado à Divina Liturgia na tradição do Leste. “Divina Liturgia” é um termo que, segundo a tradição bizantina, corresponde ao termo latino “Missa”. Os contornos estruturais da Divina Liturgia e Missa nos seus traços gerais coincidem, centrando-se na celebração da Eucaristia. Ambas as tradições, do Ocidente e do Leste, delineiam duas secções que contam com a participação do coro – Liturgia da Palavra e Liturgia da Eucaristia. Cada secção inclui o repertório recitado e cantado fixo (Ordinário) e variável (Próprio).

O concerto inicia-se pela versão, cantada no estilo monódico znamenny, da oração de invocação do Espírito Santo no início de qualquer ação - Tzariu nebesny (Rei dos Ceus). As peças nº 2 e nº 3 fazem parte da Liturgia da Palavra, que hoje inicia-se pela 3ª antífona, cantada sobre o texto do Sermão da Montanha do Evangelho segundo São Mateus (nº2). A secção dos cânticos que acompanham as Leituras Sagradas é apresentada pela Aleluia do estilo polifónico russo a três vozes (nº 3) escrita na sua versão original em neumas e marcada pela presença das dissonâncias e desencontros rítmicos nas vozes. Este estilo, chamado “strochnaia” ou “demestvennaia” polifonia, desenvolveu-se nos sécs. XV-XVI e marcou profundamente o séc. XVII, mas a partir da passagem para o século seguinte começou a ser substituído pelo estilo polifónico mais consonante, de influência ocidental.

Na parte da Liturgia de Eucaristia (nº 4-11) vários textos estão apresentados pelas tradições étnicas e estilísticas diferentes: serão cantadas duas versões do Hino dos Querubins (que corresponde a Ofertório no rito ocidental) – canto polifónico russo na versão estilística com origens no séc. XIX, cantada nas igrejas russas até o dia de hoje (nº 4) e a versão do mesmo texto posto em música pelo Mily Balákirev (1837-1910), um dos célebres compositores do grupo dos cinco de São Petersburgo (nº6). As peças nº 5, 7 e 8 cantam-se antes da comunhão e são dedicadas à Nossa Senhora; os seus textos variam de acordo com a ocasião da festa. Nº 9 e 10 da mesma forma são hinos marianos, mas entram numa secção das Vésperas. O mesmo texto é cantado, na  versão muito próxima à canção lírica russa (nº 9) e na interpretação do compositor estoniano Arvo Part (1935) – nº 10. Última peça do programa, kinonikón (comunhão) da Quinta-feira Santa (nº 11) Vecheri Tvoeia foi escrita pelo compositor inglês resedente em Portugal, pároco da Igreja grega do Patriarcado de Constantinopla rev. Ivan Moody (1964).

 

Programa

  1. Tzariu nebesny (Rei dos ceus), canto znamenny russo
  2. Vo Tzarstvii Tvoem (No Teu Reino), 3ª antífona
  3. Aleluia, canto polifónico russo
  4. Hino dos Querubins, canto polifónico russo
  5. Aksion estin
  6. M. Balakirev, Hino dos Querubins
  7. Dostoino est´ (É verdadeiramente digno), canto búlgaro
  8. O tebe raduetsia (De Ti rejubila), canto polifónico russo
  9. Bogoroditze Devo (Theotokos Virgem), canto polifónico russo

10.  A. Part, Bogoroditze Devo (Theotokos Virgem)

11.  I. Moody, Vecheri Tvoeia (A Tua seia)

2014-12-11 05:25
Topo da Página
classificado em: