Acções do Documento

Stuart Schwartz na FCSH/NOVA

21 de junho - Um dos maiores especialistas em História da América Latina, dará uma conferência na Faculdade sobre as relações comerciais entre Brasil e Portugal.

A conferência «Portugal, o Brasil açucareiro e o Grande Caribe» insere-se no Ciclo de Conferências «O Atlântico Ibero-Americano (sécs. XVI-XX). Perspectivas historiográficas recentes – 2017», é organizada pelo CHAM — FCSH/NOVA-UAc, ICS-UL, CIDEHUS-UÉ e CH-ULisboa vai-se realizar no dia 21 de junho na Sala Multiusos 2 (Edifício ID, PSISO 3) às 17H30.

O orador desta conferência é o professor titular Stuart Schwartz um dos maiores especialistas nesta área de estudo, o tema da conferência vai-se centrar nas relações entre as colónias de vários impérios, mais concretamente, nas relações existentes entre o Brasil e as Antilhas seja enquanto rivais, seja porque se constituíram como modelos para outras colónias.

Logo no século XVI, as Antilhas foram uma alternativa para muitos emigrantes, comerciantes e aventureiros portugueses. Para ambas as regiões, as raízes da indústria açucareira estavam nas ilhas atlânticas e houve um grande intercâmbio de técnicas, de práticas e de pessoal.

As duas regiões dependiam do trato negreiro português até 1640 e, durante o período Habsburgo, os contactos entre as colónias ibéricas intensificaram-se. Depois, já na segunda metade do século XVII, a guerra da Restauração e a crise do açúcar no Brasil abriram novas oportunidades nas Antilhas quando os holandeses, ingleses e franceses procuraram "um novo Brasil" em Barbados, na Martinica e no Suriname, e Portugal buscava um "novo Brasil" tanto no Monomotapa como no interior do continente americano.

A participação é gratuita.

Mais informações: http://www.cham.fcsh.unl.pt/ac_actividade.aspx?ActId=621

 

Stuart Schwartz - PhD pela Universidade de Columbia, é professor titular de história na Universidade de Yale e um dos maiores especialistas em História da América Latina, sobretudo do Brasil, assim como da História da Expansão Moderna. Entre vários estudos, publicou Burocracia e sociedade no Brasil Colonial (1978), Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial 1550-1835 (1995), Escravos, roceiros e rebeldes (2001) e mais recentemente cada um na sua lei: tolerância religiosa e salvação no mundo atlântico ibérico (2009) e Sea of Storms: A History of Hurricanes in the Greater Caribbean from Columbus to Katrina. (2015). É editor da Cambridge History of Native People of Americas e da Hispanic American Historical Review.

2017-06-20 17:54
Topo da Página