O celtismo e as suas repercussões na música na Galiza e no Norte de Portugal

Projecto de investigação “O celtismo e as suas repercussões na música na Galiza e no Norte de Portugal” do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md)

 

No âmbito dos processos transfronteiriços, o celtismo – um movimento transnacional influente em várias partes da Europa - desempenhou um importante papel na construção de identidades na Galiza e no norte de Portugal.

Na etnomusicologia, o celtismo tem sido o foco de investigação desde os anos 90, no entanto, em Portugal não tem sido alvo de estudos. Em Espanha, a Galiza tem sido o principal enfoque de investigação esporádica. Apesar do património musical comum, a investigação em torno do intenso intercâmbio transfronteiriço entre Portugal e Espanha, envolvendo manifestações do celtismo sobretudo na música, ainda está incipiente.

Este projeto desenvolvido pelo INET-md - Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos em Música e Dança tem um carácter interdisciplinar privilegiando uma colaboração entre etnomusicólogos, antropólogos e outros especialistas de Portugal e Espanha, conforme indicação da sua coordenadora Salwa El-Shawan Castelo-Branco, professora catedrática do Departamento de Ciências Musicais da FCSH/NOVA.

Segundo Salwa Castelo-Branco, “Os etnomusicólogos pretendem focar o seu trabalho na música e na identidade nos dois lados da fronteira, enquanto os antropólogos procuram produzir investigação em torno dos processos sociais e políticos transfronteiriços.”

A análise comparativa do movimento da música celta no norte de Portugal e na Galiza constitui a principal estratégia de investigação, tendo como enfoque os processos transfronteiriços de construção da identidade que instrumentalizam os patrimónios musicais, ancorados na noção do celtismo visando a construção de uma identidade luso-galaica.

Pretende-se uma análise detalhada das práticas musicais ligadas ao celtismo e aos discursos a elas associados, e avaliar os modos como o imaginário celta é utilizado como elemento aglutinador no noroeste da Península Ibérica.

O projecto do INET-md abordará, igualmente, o impacte na Galiza e no norte de Portugal do imaginário celta que se desenvolveu em várias áreas periféricas da Europa (Bretanha, Irlanda, Escócia, País de Gales, Ilha de Man), e se difundiu numa escala transnacional.

Dulce Simões, bolseira de investigação, salienta que este projecto interuniversitário conta com a participação de investigadores do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE/IUL), e de quatro universidades espanholas Universidad CEU San Pablo, Universidad de Santiago de Compostela, Universidade de Vigo e Universidad de Valladolid.

Desde finais da década de 70, o movimento musical celta foi-se difundido a partir da Escócia e da Irlanda para a Galiza, ligado à reivindicação desta região como nação, e a uma emergente identidade luso-galaica.

O discurso identitário consolidou-se por meio de iniciativas institucionais, e de grupos informais, na criação de produtos culturais que alimentaram imaginários celtas. Neste contexto, a gaita-de-foles transforma-se num ícone da música tradicional galega, deixando de representar o modelo de folclore rural do passado para liderar um novo estilo musical urbano, símbolo de uma cultura contra-hegemónica.

Desde finais da década de 1980, o ensino da gaita propagou-se pela Galiza, ao nível do ensino oficial e em associações locais, na criação de bandas de gaitas, num movimento musical de legitimação identitária. “Para tal, contribuiu a padronização do instrumento, envolvendo artesãos e executantes, mas também a integração e divulgação de novos grupos e músicos galegos no mercado internacional da Celtic Music.”, acrescenta Salwa Castelo-Branco.

Desde a década de 90, o movimento musical teve um impacto assinalável no norte de Portugal, através de mediadores locais que contribuíram para a mercadorização do património cultural local, utilizando-o como veículo para a promoção económica e social ancorada no turismo.

Um dos aspetos do projecto é a análise de quatro (Inter) festivais de música celta que decorrem na Galiza e Norte de Portugal baseando o seu estudo na forma como estes festivais contribuíram para a configuração do celticismo como um movimento musical e social envolvendo os aspectos comerciais, culturais e políticos, a saber:

  1. Festival Internacional do Mundo Celta de Ortigueira (Galiza, Espanha);
  2. Festival de Musica Intercéltica do Porto (deixou de ser realizado em 2008);
  3. Festival Intercéltico de Sendim (Mirando do Douro);
  4. Festival de Musica Celta de Santulhão

O projecto contribuirá com novos conhecimentos em torno do movimento da música celta em Portugal e a sua relação com movimentos análogos na Galiza e noutras partes da Europa, irá, igualmente, aprofundar e alargar a investigação sobre a utilização do celtismo na construção de identidades na área estudada.

A um nível mais geral, contribuirá para a compreensão da instrumentalização das práticas musicais e dos discursos em torno da música na articulação de identidades contemporâneas.


Factos & Números

Projeto multidisciplinar e interuniversitário: “O celtismo e as suas repercussões na música na Galiza e no Norte de Portugal.”

Código: PTDC/EAT-MMU/114263/2009

Área Científica: Estudos Artísticos - Música e Musicologia

Palavras-chave:

Celtismo na Música

Processos Transfronteiriços na Música

Identidade

Herança Cultural

Financiamento (FCT): € 110 253,00

Período: 2011-2014

Unidade de Investigação Principal: INET-md - Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos em Música e Dança

Investigadora responsável: Salwa El-Shawan Castelo-Branco

Equipa de Investigação

Investigadores:

António Fernando Gomes Medeiros

Eduardo Contreras Rodriguez

Enrique Cámara de Landa

Javier Campos Calvo-Sotelo

João Filipe Soutelo Soeiro de Carvalho

Jorge Costa de Freitas Branco

Luis Costa Vazquez

Paula Cristina Antunes Godinho

Susana Moreno Fernández

William Kavanagh

Bolseiros de Investigação:

Ana Maria Alarcon Jimenez

Maria Dulce Dias Antunes Simões

Instituições Parceiras

Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE/IUL)

Universidad CEU San Pablo

Universidad de Santiago de Compostela

Universidad de Valladolid

Universidad de Vigo

O celtismo e as suas repercussões na música na Galiza e no Norte de Portugal

Reportagens mais visualizadas
  1. > Sociedade Civil e Democracia: Portugal numa Perspectiva Comparada
  2. > As relações familiares dos imigrantes em disputa
  3. > GeoSat - Metodologias para extracção de informação GEOgráfica a partir de imagens de SATélite de alta resolução
O celtismo e as suas repercussões na música na Galiza e no Norte de Portugal
Ligações relacionadas