Acções do Documento

A Diplomacia Económica na Europa do Sul: Doutrinas, Agentes, Percursos (Séculos XIX-XX)

Submissão de artigos até 30 de abril de 2017
Quando 2017-11-23 00:00 até
2017-11-24 00:00
Onde Lisboa
Nome do Contacto
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

Organização: Instituto de História Contemporânea da FCSH/NOVA

A diplomacia económica revela-se como um fator significativo na análise da construção da globalização em que hoje nos inserimos, constituindo um mecanismo com elevado potencial para a execução de objetivos de crescimento económico dos países. A sua importância pode ser compreendida, por um lado, na sua dimensão de internacionalização e abertura ao exterior dos mercados internos, por outro lado, na organização de zonas de influência e a paulatina edificação de países economicamente hegemónicos.

A compreensão deste fenómeno na perspetiva histórica, desde o liberalismo do século XIX até ao neoliberalismo da década de 1980, passando pelos modelos autárcicos dos fascismos, a nova ordem internacional do pós-Segunda Guerra Mundial e a construção europeia, é necessária para a compreensão alargada sobre as práticas económico-diplomáticas que hoje ocupam um lugar central no debate político. A economia como catalisador das práticas diplomáticas entre países envolve ainda uma miríade de atores, onde as formas de coordenação para a persecução de objetivos se operam de múltiplas formas, desde as construções teóricas à praxis governativa.

O caso da Europa do Sul (Portugal, Espanha, Itália e Grécia) revela-se importante na concetualização destas questões. Com estruturas económicas assentes no setor primário e com um tardio processo de industrialização caraterizado por avanços e recuos, foram-se estabelecendo níveis de dependência, paulatinamente mitigados após a criação dos movimentos de cooperação emergentes no contexto do pós-guerra. Averiguar os comportamentos diplomáticos ao longo da contemporaneidade e os seus reflexos na economia desta região torna-se importante na compreensão da construção do mundo global dos nossos dias.

 

Ver call for papers

Mais informação sobre este evento…

Topo da Página